VÍDEO:Senador emedebista Renan Calheiros crítica justiça e pede “Lula Livre”

Renan Calheiros(MDB), utilizou as suas redes sociais para tecer críticas à decisão do TRF-4, que negou o pedidos de Habeas Corpus para soltar Lula

13 de julho de 2018   

Em vídeo gravado nas suas redes sociais, o senador de Alagoas, Renan Calheiros(MDB), utilizou as suas redes sociais para tecer críticas à decisão do TRF-4, que negou o pedidos de Habeas Corpus para soltar o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva(PT). Segundo Calheiros, a condenação do petista foi tomada sem haver provas suficientes. “Como se não bastasse, fizeram tudo para prender Lula, sem provas”, sublinhou o ex-presidente do Senado.

“Você pode gostar ou não do Lula, mas agora finalmente estão surgindo as provas. Um desembargador federal mandou soltar Lula, e um juiz de instância inferior descumpriu a ordem. Isso tem prova!”, exclamou. “Quando as provas inocentam, prende-se. Quando as provas condenam, absolve-se. São sinais trocados, de uma época bipolar. Lula Livre!”, finalizou.

Apesar de ser tido como um partido “golpista”, pelos petistas, as principais lideranças do MDB no Nordeste devem apoiar  Lula. Quando presidente do Senado, Renan Calheiros presidiu a sessão que culminou com o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef(PT), votando favorável pelo processo de afastamento, que terminou em um resultado de 61 a 20 na votação.

Calheiros ficou conhecido após ser denunciado por receber recursos do lobista Claúdio Gontijo, da Construtora Mendes Júnior, para pagar a pensão de uma filha que teve fora do casamento com a jornalista Mônica Veloso, no ano de 2007. Mônica, após os holofotes, recebeu a proposta para posar nua na Revista Playboy. Ainda de acordo com a denúncia da Procuradoria-Geral da República, Calheiros em trocas destinava emendas parlamentares que beneficiavam a empreiteira.

Redação