“Tem trauma do PT depois da lapada histórica em Picuí”, diz presidente do PT-PB sobre Buba

Jackson relembrou que o candidato e irmão de Buba, Renan Germano, foi o derrotado nas eleições passadas no município, com  54,79% dos votos válidos.

16 de maio de 2018   

Após as declarações do deputado estadual Buba Germano(PSB), alfinetando a direção do PT na Paraíba, afirmando que o “PT súplica por espaço na chapa majoritária encabeçada pelo PSB”. O dirigente da legenda no estado, Jackson Mâcedo, que declarou que as afirmações de Buba demonstram o “medo” que o parlamentar carrega do Partido dos Trabalhadores.

Na entrevista ao portal Mais PB, Mâcedo se refere à vitória do prefeito de Picuí Olivânio Remígio(PT), nas eleições de 2016, único prefeito eleito pelo partido no estado. Jackson relembrou que o candidato  e irmão do Buba, Renan Germano, foi o derrotado nas eleições passadas no município, com  54,79% dos votos válidos.“Buba tem trauma do PT, porque ele levou uma lapada de votos histórica em Picuí”, disse.

Em entrevista ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, Buba havia dito que o governador Ricardo Coutinho (PSB) já tem demonstrado lealdade a legenda quando defendeu a presidente Dilma do impeachment, se posicionou contra a prisão de Lula e continua defendendo os dois ex-presidentes.

“Ninguém pode cobrar mais lealdade com o PT do que o nosso governador fez. Ele foi leal e correto inclusive quando muitos se esconderam de Dilma o governador mostrou a cara, foi até o fim e continua defendendo”, destacou.

Redação com Mais PB