26 médicos são contratados pelo Governo Federal para atuar em municípios de maior vulnerabilidade na Paraíba; saiba quais

Os profissionais foram chamados nesta segunda-feira (18) após terem sido aprovados em processo seletivo.

Publicado: 19/04/2022

FOTO: REPRODUÇÃO

A Paraíba receberá 26 médicos contratados pelo programa Médicos pelo Brasil, do Governo Federal, que foi lançado há mais de dois anos e é substituto do programa Mais Médicos. 

Os profissionais foram chamados nesta segunda-feira (18) após terem sido aprovados em processo seletivo em 2021 e atuarão com objetivo de estruturar a carreira médica federal para locais com dificuldade de provimento e alta vulnerabilidade no estado.

Confira os nomes dos médicos e os municípios contemplados:

ABINETE FERREIRA DE SA – Bom Sucesso

ANA DEBORA BANDEIRA ALVES – Casserengue

ANDREIA DE SOUSA BEZERRA – Cajazeiras

CAROLINA LEITAO SALES DE OLIVEIRA FREITAS – Cruz do Espírito Santo

CLAUDIA LIDIANA SILVA LIMA – Caaporã

DAVID QUEIROGA GADELHA BATISTA – Uiraúna

ELLYCA DANTAS DE ARAUJO ESTRELA – Sossego

EMANUEL CAETANO SARAIVA CAVALCANTI – São José de Piranhas

EMANUELLY GOMES DARIO SANTOS – Joca Claudino

EMILY LOREN QUEIROZ BEZERRA MELO VIANA – Picuí

ESTEPHANYE VASCONCELOS NUNES DE FARIAS – Umbuzeiro

JOSIHERBETHY RODRIGUES DE OLIVEIRA – Damião

LOUISE MEDEIROS CAVALCANTI – Picuí

LUIZ FELIPE DINIZ CAVALCANTI – Solânea

NILDSON VINICIUS DE SIQUEIRA MEDEIROS – São José de Princesa

ONOFRE PINTO DE ALMEIDA NETO – São João do Rio do Peixe

PAULO HENRIQUE LOPES BEZERRA – Juru

PEDRO HUGO SAMPAIO BRINGEL – Piancó

RAFAELLA ABRANTES E SILVA  – Assunção

RAPHAEL HENRIQUE GOMES DE MELO – São José da Lagoa Tapada

RAQUEL TORRES BEZERRA DANTAS – Itapororoca

RAVEL DUARTE BELARMINO – Remígio

RAY CARLOS FERREIRA ARAUJO – Caraúbas

SHIMENA TARGINO RODRIGUES SIMOES BRASILEIRO – Fagundes

TULIO GERMANO MACHADO CORDEIRO JUNIOR – Cruz do Espirito Santo

WILKER JOHN BARRETO – Soledade

Mudanças

Diferentemente do Mais Médicos, que possibilitava a contratação de médicos estrangeiros sem revalidação do diploma, o novo programa necessita da aprovação no exame Revalida, que valida o diploma obtido em outro país. 

O profissional também deve ter especialização em família e comunidade e passa a ser contratado pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) com benefícios adicionais para atuação nas áreas mais distantes, plano de carreira e remunerações de até R$ 24 mil.

Além da Paraíba, outros 23 estados foram contemplados pelo programa na primeira leva. Neste primeiro momento, 529 médicos foram convocados e a expectativa é que até o fim deste mês, outros 1.400 candidatos aprovados sejam chamados.

Por Rafael Andrade

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS