Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Advogado de jogador paraibano defende atleta após jovem morrer durante relação sexual: “Não cometeu nenhum crime”

Lenoir informou que Dimas conheceu a jovem cerca de 20 dias antes, pelo Instagram. Os dois começaram a conversar e resolveram marcar um encontro no apartamento do jogador.

Publicado: 01/02/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

O advogado Tiago Lenoir do jogador paraibano do sub-20 do Corinthians, Dimas Cândido de Oliveira Filho (foto em destaque), falou sobre a repercussão da morte de uma jovem após ter relação sexual com o atleta. Na ocasião, o defensor afirmou que seu cliente não cometeu nenhum crime e cobra que as investigações sejam tratadas com seriedade. 

Lenoir informou que Dimas conheceu a jovem cerca de 20 dias antes, pelo Instagram. Os dois começaram a conversar e resolveram marcar um encontro no apartamento do jogador no bairro de Tatuapé, em São Paulo.

O advogado explicou que o jorgador e a jovem tiveram relações sexuais concentidas, com uso de preservativo. No segundo momento íntimo, Dimas havia percebido que a companheira desmaiou e com sangramento nas partes íntimas. De imediato o atleta ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). “Pelo telefone, o Samu orientou ele a fazer as massagens cardíacas, quando o Samu chegou eles continuaram e a jovem voltou a ter sinais vitais. Dimas foi na ambulância para o hospital”, explicou.

Para Tiago o seu cliente é inocente e que tudo passou por uma fatalidade. O defensor também cobra que as investigações sejam feitas com seriedade. “Deixar claro que ele não cometeu nenhum crime, não quis matar e nem machucar a jovem. Tem que ser investigado com seriedade”, disse.

Entenda

A Polícia Civil investiga a morte de uma jovem de 19 anos após se encontrar com o jogador paraibano do sub-20 do Corinthians, Dimas Cândido de Oliveira Filho (foto em destaque) , na noite dessa terça-feira (30), no bairro de Tatuapé, em São Paulo.

De acordo com a polícia, a jovem estava no apartamento do jogador quando foi levada para o pronto socorro da cidade por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), acionada por Dimas.

Conforme o tenente Lucas Sarri, a jovem apresentava um intenso sangramento nas partes íntimas e sofreu quatro paradas cardiorrespiratórias.

Com Portal Paraíba

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS