Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Após cassar mandato de prefeito, presidente da Câmara de Dona Inês diz que Justiça definirá caso: “deixe o juiz resolver”

Apesar de admitir que não possui determinação para dar posse ao vice-prefeito, o presidente da Câmara insistiu que a medida está correta.

Publicado: 03/07/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

“Deixe o juiz resolver”. A afirmação foi feita pelo presidente da Câmara Municipal de Dona Inês, José Marcos Rodrigues da Silva. Ele admitiu ainda que não tem determinação para dar posse ao vice-prefeito da cidade. José Marcos cassou o mandato do prefeito de Dona Inês, Antônio Justino, sem consulta ao Legislativo, afirmando que ele estaria inelegível.

“Estou dizendo para o Brasil, Paraíba, Brasília, Supremo, TRE da Paraíba, Tribunal de Justiça da Paraíba, Tribunal de Contas, juiz de Bananeiras, comarca de Belém e promotor de Belém, eu, como presidente, tive que extinguir o mandato do prefeito porque ele está inelegível. Eu, como a segunda autoridade da cidade, me achei na obrigação de empossar o novo prefeito de Dona Inês que é Demétrio Ferreira da Silva”, pontuou.

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS

Rolar para o topo