Câmara discute aumento de pena para crimes contra idosos

PL aprovado por comissão de defesa do idoso amplia punição de 4 para até 10 anos de reclusão; texto segue agora para o plenário.

Publicado: 27/05/2022

FOTO: REPRODUÇÃO

A Câmara dos Deputados analisa um projeto de lei que altera o Estatudo do Idoso, aumentando a punição prevista para os crimes de negligência e de apropriação indevida de bens quando praticados contra pessoas de 60 anos ou mais. Na última quarta-feira (25), a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara aprovou a proposta, que segue agora para o plenário da Casa.

A maior mudança está relacionada com a apropriação ou o desvio de bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso. Atualmente, a pena prevista é de quatro anos de reclusão mais pagamento de multa. Com as alterações, a punição passa a prever prisão por período de três a dez anos.

Em casos de negligência, a proposta eleva para dois meses a dois anos de detenção e multa a pena para quem colocar em perigo a integridade ou saúde física ou psíquica do idoso. A punição é prevista também para quem submeter a vítima a condições desumanas ou degradantes ou levar o idoso a realizar trabalho excessivo ou inadequado.

Por R7

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS