Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Câmara Federal aprova moção de repúdio ao show da Madonna na Praia de Copacabana: ‘viés erótico’

O texto requer moção de repúdio à cantora norte-americana, além de Anitta e Pablo Vittar, que também subiram no palco montado na Praia de Copacabana no dia 4.

Publicado: 23/05/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

A Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, uma moção de repúdio contra o show da cantora Madonna no Rio de Janeiro no início do mês. O requerimento foi apresentado pelos parlamentares bolsonaristas Chris Tonietto (PL-RJ), Cristiane Lopes (União-RO), Clarissa Tércio (PP-PE), Dr. Allan Garcês (PP-MA) e Julia Zanatta (PL-SC).

O texto requer moção de repúdio à cantora norte-americana, além de Anitta e Pablo Vittar, que também subiram no palco montado na Praia de Copacabana no dia 4. O governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PL), e o prefeito Eduardo Paes (PSD) também foram incluídos.

Os parlamentares justificam que a apresentação promoveu “vilipêndio à fé da maioria da população brasileira, e do conteúdo nocivo apresentado, de forte viés erótico”. Como mostrou o GLOBO, o show da cantora já havia despertado críticas de parlamentares da base do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no dia seguinte da apresentação.

Segundo informou a Coluna do Ancelmo, o show da cantora custou quase R$ 60 milhões. Deste montante, houve apoio do governo do Estado do Rio e da prefeitura do Rio, que entraram com R$ 10 milhões cada. O banco Itaú, que tem Madonna na campanha de seus 100 anos, foi o responsável por arcar com a maior parte dos custos com a produção. Marcas como a Heineken também contribuíram através de patrocínio.

Fonte: Jornal O Globo

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS