Cássio Cunha Lima vê relação estremecida com o PP e sugere que partido entregue os cargos em Campina Grande

De acordo com Cássio, as divergências são normais em função do desalinhamento que acabou acontecendo

Publicado: 28/06/2022

FOTO: REPRODUÇÃO

O ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) disse, nessa segunda-feira (27), durante entrevista ao programa Frente a Frente, da TV Arapuan, que a relação com o grupo Ribeiro está estremecida, sobretudo após o processo de mudança no comando do PSD que culminou com a saída de Romero Rodrigues do partido. Apesar de admitir o distanciamento, o ex-parlamentar garantiu manter um relacionamento de respeito com a senadora Daniella Ribeiro, o deputado Aguinaldo Ribeiro e o ex-deputado Enivaldo Ribeiro.

De acordo com Cássio, as divergências são normais em função do desalinhamento que acabou acontecendo. Ele lembrou que os dois grupos optaram em seguir por caminhos diferentes, e por conta disso sem precisar que o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, demita, o PP poderia entregar os cargos que ocupa na gestão municipal. “A divergência não interfere no respeito mútuo que temos, mas é natural que os cargos na prefeitura possam ser entregues, sem precisar que o prefeito Bruno precise demitir”, afirmou.

Cássio disse ainda que essa rusga poderia ter sido evitada e para isso bastava uma ligação para o ex-prefeito Romero Rodrigues no processo de mudança do comando do PSD. “Caberia uma ligação. Quem acompanha política vai lembrar que o meu irmão, Ronaldo Filho, abriu mão do direito de disputar a reeleição como vice-prefeito para facilitar o entendimento com o PP”, comentou.

Portal Paraíba.com.br

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS