Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Cientistas fazem abaixo-assinado e exigem que Governo Lula compre vacina atualizada contra covid-19

Cientistas elaboraram um abaixo-assinado e publicaram nas redes sociais exigindo que o governo Lula adquira vacinas atualizadas para iniciar campanha contra Covid-19.

Publicado: 20/04/2024

FOTO: SE LIGA PB

Diversos setores da sociedade estão criticando o governo Lula pelo atraso na compra da vacina atualizada contra a Covid. A reprovação, inclusive, vai além da esfera política, alcançando profissionais de outros grupos, entre eles, cientistas e profissionais de saúde. Um abaixo-assinado, que foi divulgado nas redes sociais e já recebeu mais de 1.780 adesões, exige do Ministério da Saúde a entrega de vacinas que ‘abracem’ as novas variantes do vírus. A informação foi publicada pelo site O Antagonista.

O documento destaca que o Brasil é reconhecido mundialmente por suas campanhas de imunização e frisa a contradição de um governo eleito com essa pauta não cumprir com as expectativas.

O Ministério da Saúde, por sua vez, não se pronunciou, mas atribuiu o atraso na compra das vacinas ao processo de aquisição, destacando que está sendo feito o possível para agilizar o contrato.

Conforme publicou O Antagonista, a falta de doses atualizadas da vacina também tem levantado questionamentos sobre a gestão petista, já que a vacina bivalente oferecida pelo SUS está desatualizada e não protege de forma adequada contra as formas predominantes da Covid.

Especialistas avaliam que a vacina contém duas versões da proteína Spike, que é a principal presente na superfície do vírus. Porém, uma dessas versões pertence a uma variante da Ômicron que não está mais em circulação.

O texto destaca ainda que países como Estados Unidos, Dinamarca, Japão, Chile e Paraguai estão utilizando vacinas que atuam contra as novas variantes e que a demora na na compra das doses atualizadas está atrasando o início da campanha de imunização contra a Covid.

Primeiro lote de vacinas vai custar R$ 725 milhões

A expectativa do Ministério da Saúde é adquirir a vacina da Moderna ainda nesta sexta-feira (19). O Departamento de Logística do Ministério da Saúde deu aval para aquisição de 12,5 milhões de doses por R$ 725 milhões. O primeiro lote deve chegar ao Brasil uma semana após a compra e, em seguida, a vacinação deve começar.

Ao longo do ano, o Ministério da Saúde espera adquirir cerca de 70 milhões de imunizantes, mas, como publicou O Antagonista, a secretária de Vigilância em Saúde, Ethel Maciel, informou que o órgão depende da aprovação da Anvisa para aquisição das doses atualizadas. Ela garantiu que o Ministério está trabalhando para garantir a imunização da população.

Fonte: ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS