Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Cláudio Chaves comemora aprovação de oito contas e critica gestão Galdino: “ex-prefeito com contas reprovadas e condenado a devolver recursos”

De acordo com o ex-gestor, as contas dos 8 anos de sua gestão foram aprovadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o que reforça a responsabilidade de sua administração com o dinheiro público.

Publicado: 26/02/2024

FOTO: SE LIGA PB

O ex-prefeito de Pocinhos, Cláudio Chaves, em entrevista ao Programa Se Liga PB, na manhã desta segunda-feira (26), comemorou a aprovação de oito contas de sua gestão e criticou a gestão Galdino.

De acordo com o ex-gestor, as contas dos 8 anos de sua gestão foram aprovadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o que reforça a responsabilidade de sua administração com o dinheiro público.

“Isso não é um mérito, é uma obrigação do gestor. Diferente das contas do ex-prefeito, onde, em 2012, foram reprovadas pelo Tribunal de Contas”, declarou Chaves se referindo ao também ex-prefeito, Arthur Galdino, sobrinho do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino.

Chaves relembrou que Arthur Galdino foi condenado a devolver recursos de quase R$ 1 milhão, de quando esteve à frente do executivo em 2012, porém até os dias atuais os valores ainda não foram devolvidos ao município.

“Ex-prefeito com contas reprovadas e condenado a devolver recursos”, alfinetou.

O ex-prefeito fez um comparativo de investimentos e, afirmando que sofreu perseguição, pontuou que conseguiu administrar Pocinhos com poucos recursos e muita transparência.

“Mesmo com os empecilhos e perseguição nós conseguimos”, destacou.

Cláudio enfatizou ainda que a gestão Galdino deixa a desejar na assistência ao pocinhenses, que sofrem com a falta de assistência na saúde, educação e outras áreas, até os dias atuais com a administração da prefeita Eliane Galdino.

“Nós ouvimos muitas reclamações, mas o povo tem receio de reclamar e ser punido ainda mais sem o trabalho”, criticou.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS