Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Com apenas dois candidatos, TRE da Paraíba espera filas menores nas seções eleitorais e apuração rápida no segundo turno

Agora, como o tempo gasto por cada eleitor na frente da urna é menor, já que são apenas dois candidatos a escolher, a votação não deve se estender além do horário regulamentar.

Publicado: 24/10/2022

Foto: Walla Santos

Na Paraíba, havia a expectativa de que  no 1° turno o resultado da contabilização dos votos já fosse concluída até às 19h. A espera foi frustrada devido as longas filas enfrentadas pelos eleitores nas suas seções eleitorais. Agora, como o tempo gasto por cada eleitor na frente da urna é menor, já que são apenas dois candidatos a escolher, a votação não deve se estender além do horário regulamentar. Pelo menos é o que espera o TRE da Paraíba.

Após o primeiro turno, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, afirmou em entrevista coletiva, que eventuais demoras e a geração de filas de votação seriam analisadas individualmente. Entre as causas, estariam aproximadamente 7,5 milhões de eleitores que decidiram ir às urnas, em vez de optar pela abstenção. Em alguns locais, eleitores relaram espera de até 3 horas nas filas.

A alteração na urna eletrônica que incluiu um segundo de pausa até a confirmação entre um voto e outro para que o eleitor pudesse verificar se o candidato escolhido estava correto também foi apontada como um dos motivos do atraso.

Em alguns casos, o leitor biométrico também não conseguiu verificar a identidade do eleitor. “Isso é um problema que, [conforme] alguns especialistas afirmam, a utilização de dois anos de álcool em gel, às vezes, dificulta o reconhecimento da digital. Isso será verificado”, afirmou. A mudança de muitas seções eleitorais e a junção de algumas delas também pode ter contribuído para a demora. 

O pico nos horários de votação também foi analisado. No segundo turno das Eleições, no entanto, a expectativa é a de que, com um número menor de candidatos, o eleitor leve menos tempo para votar.

Por Monica Melo

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS