Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Criança de 4 anos morre atropelada por ônibus escolar e outras três pessoas ficam feridas, na PB

Acidente ocorreu no final da tarde de quarta (29), em Pocinhos, no Agreste da Paraíba. Motorista envolvido no acidente foi afastado pela Prefeitura de Pocinhos.

Publicado: 30/11/2023

Foto: Divulgação/Prefeitura de Pocinhos

Uma criança de quatro anos, identificada como Maria Eloísa Araújo de Farias, morreu e três pessoas ficaram feridas depois de serem atropeladas por um ônibus escolar no final da tarde de quarta-feira (29), em Pocinhos, no Agreste da Paraíba. O motorista que atropelou e matou a criança foi afastado de suas funções.

A tia das crianças, de 27 anos, tinha ido buscá-los na escola, numa motocicleta, e estavam estacionados por trás do ônibus escolar da Prefeitura de Pocinhos. O motorista do veículo foi fazer uma manobra e não percebeu que as quatro pessoas estavam na motocicleta por trás do ônibus e houve o atropelamento. Todas as quatro pessoas atropeladas são da mesma família.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu todas as quatro vítimas para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Segundo a assessoria da unidade hospitalar, a criança de quatro anos já chegou morta no hospital, com traumatismo craniano e perda de massa encefálica, e as outras três pessoas que ficaram feridas, duas crianças (6 e 9 anos) e a tia delas de 27 anos receberam atendimento e foram liberadas.

O corpo da criança foi encaminhado para o Numol de Campina Grande, onde deve passar por exames de necropsia, e, logo em seguida, liberado para velório e sepultamento.

A Polícia Civil investiga o caso.

A Prefeitura de Pocinhos divulgou uma nota em uma de suas redes sociais lamentando o ocorrido e tomou a decisão de afastar o motorista do ônibus escolar envolvido no acidente para “garantir a integridade da investigação em curso e assegurar que todas as providências cabíveis sejam tomadas”. Ainda na nota divulgada, a prefeitura de Pocinhos se solidarizou com a família da vítima e se disponibilizou a prestar todo o apoio necessário.

Por g1 PB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS