Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Defesa de padre Egídio recorre ao STF com pedido de habeas corpus

Defesa do padre Egídio já havia solicitado ao STJ a revogação da prisão preventiva, mas teve o pedido negado. Advogado do religioso afirma que a prisão é uma forma de antecipação da pena.

Publicado: 07/12/2023

FOTO: REPRODUÇÃO

A defesa do padre Egídio de Carvalho, suspeito de desviar recursos do Hospital Padre Zé, afirmou que vai recorrer ao Sistema Tribunal Federal (STF) para que o religioso responda o processo em liberdade. O habeas corpus também foi levado ao STJ mas teve o pedido negado.

Para a defesa, não existem motivos para a prisão preventiva ser executada e seria uma forma de antecipação de pena.

“Trata-se de uma pessoa que não tem antecedentes, que tem domicílio, que tem profissão e está apto a responder com todas as cautelares”, afirmou o advogado que faz parte da equipe de defesa, Rawlinson Ferraz. “Confiamos plenamente em fazer valer os direitos do nosso cliente”, completou.

Com Portal Correio

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS