Pão fabricado em Cajazeiras desde o século passado vira patrimônio cultural e imaterial da Paraíba

‘Pão de Saora’ foi idealizado por Severino Cabral dos Santos, conhecido como “Seu Saora”, em meados do século XX

28 de abril de 2021   

O ‘Pão de Saora’, fabricado em Cajazeiras (PB) desde meados do século XX (20), passou a ser considerado patrimônio cultural e imaterial da Paraíba. A lei 11.916/2021 foi publicada na edição desta quarta-feira (28) do Diário Oficial do Estado, proposta pelo deputado estadual Jeová Campos.

O ‘Pão de Saora’ foi idealizado por Severino Cabral dos Santos, conhecido como “Seu Saora”, em meados do século XX, na cidade de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba.

Paraibano nascido em Teixeira, em 19 de outubro de 1918 e falecido em 2004, aos 86 anos, em Cajazeiras, Seu Saora, teve a ideia de fabricar pães caseiros de forma artesanal com a ajuda da família. O pão tem fórmula simples e sem segredos e ainda são produzidos sem qualquer produto químico.

O pão pode ser encontrado também em João Pessoa nas versões salgado e doce, graças à iniciativa de uma das netas de Seu Saora, a enfermeira Jana Samara.

Portal Correio

Leia mais: