“A Saúde de Lagoa Seca nunca teve um aparato assim”, diz prefeito Fábio Ramalho sobre os investimentos no combate ao Covid-19

Mesmo com todos os investimentos, o gestor apela para o bom senso da população lagoassequense.

29 de junho de 2020   

Prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho

Na opinião do prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho(PSDB), o município nunca “teve um aparato de saúde como o atual”. A declaração foi dada por ele, em entrevista ao programa Caturité nos Municípios, na Rádio Caturité FM, desta segunda-feira (29). Ele pontua que mesmo diante das dificuldades, em virtude das quedas de receitas, o município tem feito o dever de casa, oferecendo os melhores equipamentos nas unidades de saúde e aos profissionais que estão na linha de frente.

Fábio destaca, que o hospital municipal foi devidamente equipado, e criou-se um setor específico para o Coronavírus, e todas as pessoas diagnosticadas já saem do posto de saúde com o medicamento na mão, entregue gratuitamente. Além disso, todas os PSF’s e USF’s têm um número telefônico, aonde o morador daquela localidade pode ficar em contato com os profissionais que atuam na unidade, caso apresente sintomas do Covid-19. “A história de Lagoa Seca nunca teve um aparato assim, inclusive com equipamentos adequados aos nossos profissionais, e um setor especifico para Covid 19”, diz o prefeito.

A secretária de saúde também oferece atendimentos online, e vem aumentando consideravelmente a realização de testes rápidos, que são oferecidos de terça a sexta nos postos de saúde. Segundo Fábio, por dia, são testadas de 30 a 40 pessoas por dia, totalizando de 140 a 200 testes por semana. Mesmo com todos os investimentos, o gestor apela para o bom senso da população lagoassequense.  

“Nós pedimos as pessoas, que ainda insistem, que não é porque a gente flexibilizou o comércio que as pessoas devem ir. Só deve ir em extrema necessidade. Ainda assim há aqueles que insistem em ficar nas calçadas”, destacou o prefeito, preocupado com o aumento dos casos no município. “Nós flexibilizamos o funcionamento de alguns setores, mas se a população não ajudar teremos que retroagir”, alerta.

BALANÇO DAS AÇÕES

O prefeito Fábio ainda fez um balanço de algumas obras e ações realizadas, nestes três anos e seis meses de gestão, e destacou que a sua administração, em 42 meses, nunca atrasou salários. Também adquiriu novos veículos, máquinas agrícolas, calçamento de várias ruas e distribuição do cheque-cidadão, às famílias mais carentes do município, permitindo elas a terem uma renda de R$ 100, para conseguir fazer a feira. “Tenho muita fé em Deus, que nestes seis meses que nos restam, vamos fazer muito mais por todo o município”, finalizou Fábio Ramalho.

Redação