BAYEUX: vereadora insiste na cassação do prefeito afastado Berg Lima

O pedido de cassação foi feito pela vereadora Luciene de Fofinho (PDT).

30 de junho de 2020   

A Câmara de Vereadores de Bayeux, cidade da região da Grande João Pessoa, aceitou em sessão nesta terça-feira (30) o pedido de cassação do prefeito afastado do município, Berg Lima (PR), feito pela vereadora Luciene de Fofinho (PDT). Com o pedido aceito por unanimidade, a Câmara de Bayeux abre mais um processo de cassação contra o prefeito da cidade.

A defesa de Berg Lima informou que ainda não foi notificação a respeito da abertura do processo, por isso não tinha como se posicionar a respeito, mas assim que for notificada, a defesa vai apresentar as manifestações oportunas sobre a denúncia.

Conforme requerimento feito pela vereadora, Berg Lima deve ter seu mandato cassado por desvio de recursos do Departamento de Trânsito do Município de Bayeux e pela ausência de repasses dos recursos para o Instituto de Previdência e Assistência ao Servidor Público Municipal de Bayeux (Ipam) com existência de dano ao erário público local.

Segundo Luciene, além de contrariar o que dispõe o no art. 320 do Código de Trânsito Brasileiro, Berg Lima negou vigência à legislação municipal, fazendo constar, também, informação inverídica ao Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), segundo apurado pelo Ministério Público Estadual.

“É induvidoso que, não é de hoje que o increpado vem praticando várias ilegalidades à frente da gestão do Município de Bayeux, que geraram, inclusive, por mais de uma vez, o seu afastamento do comando do executivo municipal”, afirma na peça Luciene Andrade Gomes Martinho, conhecida como Luciene de Fofinho.

Berg Lima foi afastado no dia 20 de maio após decisão judicial motivada por pedido do Ministério Público da Paraíba por acusado de contratar servidores fantasmas para a prefeitura de Bayeux em 2017. Além desta denúncia, o prefeito afastado foi denunciado pelo Ministério Público por suspeita de aplicar verbas em áreas diversas que seriam exclusivas para uso em melhorias no trânsito da cidade.

Redação com G1 Paraíba