Em entrevista ao Se Liga PB, RC destaca nova adutora Camará e diz que sonha em ver um estado governado por João Azevêdo

As informações foram destaques no Programa Se Liga PB, neste sábado, dia 30.

30 de setembro de 2017   

Governador Ricardo Coutinho (PSB).

Em entrevista no programa Se Liga PB da rádio cidade de Esperança, neste sábado (30), Governador Ricardo Coutinho (PSB) falou sobre as obras da segunda etapa da barragem Nova Camará, que abrange Montadas, Areial e Arara. Ricardo pontuou aos apresentadores Paolloh Oliver e Alidiane Carlos a questão da necessidade dos municípios que é em grande parte sobre a questão hídrica e ainda disse que, apesar da Paraíba não ser um estado rico, se comparando a outros, conseguiu avançar no desenvolvimento.

O chefe do executivo também pontuou que um trabalho em conjunto entre o governo do Estado e o Governo Federal, na época da Presidente Dilma Rousseff (PT), fez com que a barragem pudesse ser reconstruída. “A primeira parte foi concluída e essa segunda parte tem previsão para terminar em Março de 2018 e, além disso, essa é uma das maiores obras da região, em termos financeiros, serão investidos 20 milhões de reais, para que a população tenha o seu direito garantido de acesso aos recursos hídricos”, disse Ricardo.

Com relação à política, RC pontuou que sua preferência é continuar no governo do estado, para que “a Paraíba não saia do trilho ajudar a eleger gente de bem, que tenha competência e esse respeito com o dinheiro público”, torcendo por João Azevêdo em 2018. Ele coloca ainda que jamais imaginou que pudesse ser governador e que sua luta é para que o estado continue a ser bem governado.

RC finalizou dizendo que ficaria muito feliz poder viver num estado que fosse governado por João Azevedo (PSB) e que tem ao seu lado uma pessoa extraordinária e com ele nós poderíamos dar um salto ainda mais no desenvolvimento.  Ele ainda tratou da questão do racionamento, que Boqueirão está recebendo água, mais do que está saindo e que por conta disso não havia sentido privar o povo, aquele povo que não tem dinheiro para comprar uma caixa d’água. “Não podemos privar esse povo do acesso a água”. E que enquanto governador ele tem suas atribuições e foi eleito para governar e tem que lutar pelo que acha justo e correto.

Da redação com programa Se Liga PB.