Em Lagoa Seca, Polícia prende suspeitos de arrombar agência bancária em CG

Só no ano de 2018, 77 estabelecimentos bancários foram alvos de ações criminosas na Paraíba

3 de dezembro de 2018   

Objetos foram encontrados no sítio e em uma casa no bairro do Catolé, em Campina Grande. Foto: Cláudia Gomes/ TV Borborema

A Polícia Civil conseguiu prender os suspeito de arrombar o cofre de uma agência do Banco do Brasil, no bairro São José, em Campina Grande. Segundo reportagem da Correio FM, na ação que aconteceu na madrugada desta segunda-feira(03) os bandidos utilizaram uma escada para subir o telhado do banco, e entrar na garagem do banco, para em seguida colocar um veículo no interior da garagem. Em seguida, os bandidos desligaram o alarme e si dirigiram até uma sala, aonde estava o cofre da agência, e com maçarico eles conseguiram roubar parte do dinheiro, que não foi divulgado.

De acordo com o superintendente da Polícia Civil de Campina Grande, Delegado Luciano Soares, após ter acesso às imagens da ação, a Polícia agiu rápido e conseguiu prender três indivíduos e deter um quarto. Segundo ele, após tomar conhecimento, a Delegacia de Roubos e Furtos, partiu para as diligências, que culminaram com a prisão de oito pessoas.

Com os acusados foram apreendidos três carros com registro de roubo, uma arma calibre 12, uma quantia em dinheiro, ferramentas de uso profissional utilizadas em arrombamentos. “Em um das ferramentas deixadas na agência, nós encontramos a caixa dela na casa de um dos suspeitos”, explicando que as prisões aconteceram na zona rural de Lagoa Seca e no bairro do Catolé, em Campina Grande.

De acordo com o Sindicato dos Bancários da Paraíba, das 77 agências bancárias atacadas na Paraíba este ano, 35 delas sendo casos de explosão e os demais assaltos e arrombamentos.

Redação