Hélio do Frango diz que sua pré-candidatura é um “pedido do povo de Pocinhos”, mas que não tem ambição por cargos

Na opinião dele, sua intenção nunca foi concorrer à prefeitura, mas se colocou à disposição, diante das circunstâncias políticas.

30 de junho de 2020   

Foto: Facebook PROS 90 Pocinhos(Reprodução)

O empresário Hélio do Frango, pré-candidato a prefeito pelo PROS-90 em Pocinhos, deu a sua primeira entrevista, ao programa Caturité nos Municípios, da Rádio Caturité FM, com Ubiratan Cirne. Na opinião dele, sua intenção nunca foi concorrer à prefeitura, mas se colocou à disposição, diante das circunstâncias políticas do município, e atendendo a um pedido dos pocinhenses, que desejam ter uma nova alternativa nas eleições deste ano.

“Nunca tive ambição, mas dentro das circunstâncias do que vem acontecendo, dentro do nosso país, as pessoas vinham sempre me convidando para participar do processo. Isso são coisas que não são divulgadas, porque eu realmente não tenho intuito de levar para a mídia, mas é de certa forma um pedido do povo.”

Sobre a escolha, Hélio garante que foi uma decisão do grupo, para se filiar ao PROS, e deseja fazer um trabalho voltado aos mais carentes de Pocinhos.“Chega um momento da nossa vida que a gente precisa fazer algo Há mais por nossa população, e hoje tudo gira em função da política. A política tem um poder muito forte. Dentro desse propósito fui convidado pelo pessoal do PROS, para me filiar ao partido.Surgiu algumas situações, e me sugeriram, que se eu quisesse ser o pré-candidato do partido, por unanimidade deles, eu teria o apoio. Eu escutei os meus amigos e familiares, e estamos dentro desse projeto, para desenvolver um trabalho diferenciado”, explicou.

Hélio lembra que no último dia 25 de Junho, todos os pré-candidatos do grupo político do prefeito Claúdio Chaves(PTB), inclusive com participação do PDT, ficou acordado que seria realizada uma pesquisa, e o melhor avaliado na consulta seria o candidato, com o apoio de todos. “Vamos trabalhar pela manutenção do grupo e chegar à vitória. Eu não tenho vaidade. Não é Hélio que quer ser prefeito. Quero ver se damos continuidade a todo um trabalho que vem sendo desenvolvido”, pontuou.

O empresário diz que na reunião foram colocados três nomes, inicialmente, dos pré-candidatos: O dele, pelo PROS; Eriberto Gondim, pelo PODEMOS 19 e Emmanoel Pereira do PDT 12. “Essas pessoas entrariam no processo, e o mais bem votado seria o candidato a prefeito. Eu disse na reunião que estou aqui para servir e sou apenas um soldado do grupo”, afirmou.

Redação com Caturité nos Municípios