Unifacisa vence o Mogi e força a série para o Jogo 3

Partida válida pelas oitavas de final.

24 de abril de 2021   

Foto: Mari Sá/LNB

O basquete Unifacisa fez um grande jogo na noite desta sexta-feira, 23, e venceu a primeira partida de Playoffs do NBB da sua história em cima do Mogi, no Maracanãzinho – RJ. A Unifacisa foi superior durante boa parte do jogo, se adaptando de forma assertiva diante do que o adversário apresentava, mas foi no último quarto que o time paraibano dominou os paulistas vencendo o Jogo 2 pelo placar de 95 a 84.

Com a vitória a equipe da Paraíba se mantém viva na competição e força a série das oitavas de final para o Jogo 3 no próximo domingo, 25, às 14h, com transmissão ao vivo pela Tv Itararé, Youtube do Basquete Unifacisa.

Os destaques da partida ficaram por conta de Nate Barnes, cestinha da partida com 20 pontos e 2 assistências, seguido de perto por Betinho, com 19 pontos e 3 assistências. Ao todo foram 6 jogadores com 10 pontos ou mais para o time paraibano, além dos dois citados, o dominicano Nehemias Morillo anotou 12 pontos, 3 rebotes e 2 assistências, Paranhos com 11 pontos, 4 rebotes, Vinicius Pastor com 10 pontos, 4 rebotes e 3 assistências e Rafa Oliveira com 10 pontos, 5 rebotes e 2 assistências.

Vale a pena destacar a atuação de Fábio Alexandrino, que marcou 5 pontos, 7 rebotes e permaneceu mais de 29 minutos dentro de quadra, sendo uma das peças fundamentais no esquema defensivo do técnico da Unifacisa César Guidetti. 

O Jogo

A Unifacisa abriu o placar com Betinho, que infiltrou bem dentro do garrafão e marcou os primeiros 2 pontos da partida. O Mogi rapidamente respondeu com uma bola de 3 pontos bem trabalhada entre Fulvio e Coleman. O período foi marcado por muitas faltas, colocando as equipes na linha de lance livre várias vezes e a Unifacisa teve 3 dos seus titulares, Betinho, Paranhos e Sahdi, com 2 faltas cada, já nos minutos iniciais da partida. No geral o quarto foi bem equilibrado, os times trocaram a liderança no placar algumas vezes, o Mogi fez um boa corrida na reta final do período e parecia abrir uma vantagem, mas a equipe paraibana reagiu com duas bolas muito importantes que deixaram a equipe colada no placar, Morillo converteu do perímetro e logo na sequência Arthur Pecos converteu uma bandeja no estouro do cronômetro, terminando o quarto a 1 ponto do adversário.

O segundo período foi marcado por um duelo de posições diferentes, do lado do Mogi o pivô Kurtz dominou as duas tabelas e o time de Campina Grande não encontrou uma solução para pará-lo. A resposta veio então no ataque com o armador norte-amerciano Nate Barnes, que usou os espaços da quadra de forma inteligente, encontrando arremessos intermediários eficientes, marcando 10 pontos só no segundo período. No fim do quarto foi a vez do dominicano Nehemias Morrillo aparecer, ele que já vinha fazendo uma boa partida, teve um volume de arremessos maior nos minutos finais do primeiro tempo, convertendo 60% de arremessos do perímetro, a Unifacisa abriu a maior vantagem do jogo até momento, vencendo por 51 a 44 no intervalo.

A Unifacisa não voltou bem do vestiário, o time desperdiçou alguns ataques seguidos e pontuou pouco com 4 minutos já passados no terceiro quarto. Enquanto isso, o Mogi voltou a explorar o garrafão e conseguiu bons ataques com os seus pivôs, recuperando a diferença e eventualmente alcançando a virada. Prontamente o técnico César Guidetti fez um pedido de tempo e realizou os ajustes necessários no time da Unifacisa, que não se deixou abater, a equipe apertou a marcação e voltou a forçar erros do adversário, com roubadas de bola importantes, a Unifacisa também foi mais a linha de lance-livre e esses dois quesitos foram fundamentais para que o time recuperasse a liderança no placar.

O último período teve início com uma diferença de 5 pontos entre as equipes e foi bastante emocionante. O Mogi voltou a cometer erros e desperdiçar chances, graças a uma defesa que não deixou espaços por parte da Unifacisa. Com a defesa funcionando bem, diminuindo o ritmo do Mogi, a Unifacisa teve mais tranquilidade no ataque e soube trabalhar a suas posses, distribuiu bem a bola entre seus jogadores, que encontraram arremessos bem equilibrados, para seguir ampliando sua vantagem, que chegou a 11 pontos. Felipe Vezaro e Betinho foram os nomes do último quarto, e os dois jogadores converteram 4 bolas de 3 em quatro tentadas. De forma imponente e coletiva, o time de Campina Grande administrou o placar, venceu a partida por 95 a 84, e força o Jogo 3 no próximo domingo.

“A equipe toda está de parabéns, que após um resultado ruim no Jogo 1, conseguimos superar a adversidade, de forma coletiva, e trouxemos um nível diferente de intensidade e comprometimento para dentro de quadra hoje. A gente conseguiu cumprir à risca o que foi planejado durante os treinamentos e isso foi fundamental para o resultado positivo que tivemos hoje”, comentou o ala-armador da Unifacisa, Betinho. 

Com Assessoria Unifacisa