Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Diretora e secretária do SINTAB de Esperança fazem leitura da atuação do sindicato e pontuam avanços e dificuldades

Na ocasião, as sindicalistas destacaram a importância do diálogo e da aproximação do sindicato com o poder executivo municipal.

Publicado: 08/08/2023

FOTO: SE LIGA PB

A diretora do SINTAB de Esperança, Adriana Aguiar, e a secretária Tássia Leal, em entrevista ao Programa Se Liga PB, na manhã desta terça-feira (08), fizeram uma leitura da atuação do sindicato durante os quase 7 meses de gestão da nova diretoria, e pontuaram avanços e dificuldades.

Adriana disse que houve mudanças e alguns avanços na luta pelo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da Saúde, assim como também tem se lutado para melhorar a Educação junto a gestão, na pessoa do prefeito Nobinho Almeida. Ela pontuou que o diálogo tem avançado, porém não o suficiente, precisando acontecer um maior envolvimento nas negociações com os servidores, uma vez que é muito importante a aproximação do sindicato com o poder executivo municipal.

“Na questão de comunicação temos avançado em uns pontos, mas em outros não temos avançado tanto. Temos avançado muito com relação ao PCCR da Saúde, a gestão tem mostrado compromisso, e a gente espera que até dezembro seja aprovado”, frisou Adriana.

A diretora contou também que recentemente houve a aprovação na Câmara de Vereadores de um Projeto de Lei Complementar, que alterou e fez reajustes no PCCR da Educação sem que o sindicato fosse comunicado, causando prejuízos aos servidores, a exemplo de perdas no transcorrer da carreira do profissional do magistério, com relação a formação continuada, além de prejuízos em gratificações, progressão horizontal, dentre outros.

“Infelizmente o sindicato não foi comunicado sobre as alterações e esses ajustes, onde o servidor é quem vai sofrer as penalidades dessas mudanças. Quando a gente soube já tinha sido colocado em pauta e aprovado na Câmara Municipal”, explicou a sindicalista, que definiu as alterações como “retrocesso”.

Tássia Leal, secretária do sindicato em Esperança e assistente social, destacou que o diálogo e a transparência são fundamentais para a manutenção dos direitos das categorias, que tanto buscam ser ouvidas em suas reivindicações.

“Enquanto sindicato temos cobrado, mas também temos confiado na palavra da gestão, para honrar o compromisso com os servidores e com a Saúde de Esperança”, reforçou Tássia.

 As sindicalistas pontuaram ainda que nesta quarta-feira (09), a partir das 8h da manhã, irá acontecer em Campina Grande, um ato da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), em prol de uma educação pública de qualidade.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS