Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

EDUCAÇÃO: inclusão tem sido prioridade em Remígio, aponta secretária executiva

A secretária enfatizou que a inclusão tem sido uma marca da educação municipal, que tem buscado atender as necessidades dos alunos com deficiência.

Publicado: 13/03/2024

FOTO: SE LIGA PB

A secretária Executiva de Educação de Remígio, Daiane Alves, em entrevista ao Programa Se Liga PB, na manhã desta quarta-feira (13), apontou que a inclusão tem sido prioridade no município, e que a gestão do prefeito André Alves tem buscado investir cada vez mais na Educação.

“É um olhar diferenciado e uma sensibilidade da gestão de abraçar causas que são importantes. Nossas escolas não podem ter uma inclusão por estar na lei, elas têm que oferecer inclusão de fato, e temos conseguido ofertar porque temos uma gestão municipal comprometida e aberta”, destacou.

A secretária enfatizou que a inclusão tem sido uma marca da educação municipal, que tem buscado atender as necessidades dos alunos com deficiência, oferecendo acessibilidade e suporte com psicólogo também para as famílias.

“Temos a Casa do Afeto com atendimentos psicológicos, psicopedagógicos, clínico e institucional. Precisamos nos preparar para oferecer educação de qualidade”, frisou.

De acordo com Daiane, muitos projetos são assistidos pela gestão de André, e um deles é o Coral Companhia da Voz, que traz música, arte e une a educação em um projeto social que envolve jovens e transforma vidas.

“A gente abraça com muito amor, toda gestão, porque é um divisor de águas e vai somar e transformar vidas de muitas crianças e adolescentes”, ressaltou.

A secretária ainda pontuou a entrega de materiais para as escolas que foram reformadas e ampliadas, trazendo qualidade para os estudantes e para os profissionais, inclusive com salas de aula climatizadas, além de oferecer um suporte as equipes que trabalham nas escolas através do projeto “Como Anda Você”, direcionado ao bem estar da comunidade escolar.

“Cuidamos da parte estruturante, pedagógica, mas também dos nossos alunos, dos nossos profissionais, cuidar de quem cuida. A gente cuida do porteiro, da merendeira e de todo mundo faz paz parte da comunidade escolar”, concluiu.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS