Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Esperança: Preta lança pré-candidatura a vereadora e afirma que não será motivo para o rompimento de um vereador

Preta acredita que o vereador Pingo busca motivos para romper com o prefeito Nobinho Almeida, e tenta buscar nela um argumento.

Publicado: 20/03/2024

FOTO: SE LIGA PB

A diretora do Hospital Municipal de Esperança, Maria de Fátima, conhecida por Preta, em entrevista ao Programa Se Liga PB, na manhã desta quarta-feira (20), lançou sua pré-candidatura a vereadora e afirmou que não será o motivo para o rompimento do vereador Nahim Galileu, o Pingo, com o prefeito Nobinho Almeida. Preta acredita que o parlamentar busca motivos para romper e tenta buscar nela um argumento.

“Eu não vou de forma nenhuma ser a motivação e utilizada de forma irresponsável como argumento. Nas outras idas e vindas do mesmo no grupo quais foram as motivações? Ele está procurando um motivo, isso faz muito tempo, são visíveis as movimentações”, afirmou.

A afirmação da diretora gira em torno das declarações do advogado e irmão de Pingo, Dr. Saulo, que em entrevista recente ao Se Liga PB disse que ela havia abordado sua mãe, que é funcionária efetiva, com gritos no hospital. Preta esclareceu que o fato não aconteceu como foi narrado e que eticamente um fato interno não deveria ser exposto da maneira que aconteceu.

“Eu como profissional responsável por um setor tenho que abordar, eu não tenho que sobressair ou diminuir pessoas. Quem me conhece sabe que dentro do trabalho e externo a ele sou uma pessoa de fala forte, incisiva, mas nunca sou desrespeitosa”, explicou.

De acordo com Preta, o vereador Pingo foi o principal motivo de seu afastamento do grupo Nobinho Almeida em 2008, porém sempre houve um bom relacionamento com a mãe do parlamentar e sua companheira de trabalho, por tanto não houve gritos com a mesma.

“Eu fiz uma abordagem porque eu presenciei uma situação que tecnicamente não deveria ter acontecido e poderia ter tomado proporções maiores, mas isso foi feito de forma muito calma e tratado diretamente com a pessoa de maneira técnica, administrativa e o assunto foi encerrado ali”, completou.

Na ocasião, Preta ainda confirmou que pretende concorrer ao legislativo municipal nas eleições de outubro pelo grupo Nobinho, e pontuou que sua pré-candidatura vem para trazer uma maior representatividade feminina na Câmara, além de trabalhar em prol da população esperancense.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS