Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Estrutura grande e tecnologia de ponta: conheça os destaques da policlínica que será entregue a Lagoa Seca nesta quinta

Além da grande estrutura predial construída no epicentro da cidade, a primeira policlínica municipal ganha outros destaques, como tecnologia e informatização.

Publicado: 27/06/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Em seis décadas de existência, o município de Lagoa Seca se prepara para receber um dos mais aguardados equipamentos de saúde pública da história local. Além da grande estrutura predial construída no epicentro da cidade, a primeira policlínica municipal ganha outros destaques, como tecnologia e informatização.

Tudo isso será conhecido a partir desta quinta-feira (27), às 17h, quando a prefeita Dalva Lucena entregar oficialmente a Policlínica João Joaquim de Medeiros. A cerimônia deve reunir centenas de pessoas, entre autoridades políticas, membros do governo e a população em geral. O nome é uma homenagem ao servidor público e esposo falecido da ex-vereadora Expedita da Costa Medeiros.

Segundo a diretora da unidade, que já foi chamada de Centro de Saúde de Referência Manoel Jácome de Moura, ou “Posto Manoel Jácome” mais conhecido pelos lagoassequenses, dois fatores chamam a atenção para a policlínica. O primeiro diz respeito ao tamanho da obra. De acordo com Danielle Medeiros, “foi como se tivesse demolido o que tinha no lugar e erguido um sonho”.

Levando em consideração o espaço amplo, a policlínica vai dispor de sete salas, dentre as quais quatro são para as especialidades médicas e três exclusivas para os atendimentos com a fonoaudiologia e psicologia adulto e infantil. A fisioterapia conta, também, com mais reforço, isso porque as crianças e os mais velhos terão cada um seu próprio consultório.

Os setores da farmácia e marcação de exames foram ampliados em uma espécie de salão anexo, a fim de receber mais pacientes e dar condições adequadas quando o usuário recorrer a esses ambientes. Além disso, agora, a farmácia básica e a do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) estão em um só lugar.

Ainda falando em aconchego e conforto, tocante ao atendimento direto entre o profissional da saúde e o cidadão, a policlínica tem ares-condicionados em todos os consultórios. Muitos deles já foram instalados, outros estão para chegar devido ao processo de compra oriundo da licitação. E, finalmente, falando em tecnologia, servidores e público ganham nova forma de trabalho e serviço.

A prefeitura segue investindo alto para fazer valer um dos projetos mais idealizados por uma gestão pública. Como se não bastasse a repaginação por fora, o interior da unidade ganhou mais atenção e carinho por parte da gestão da prefeita Dalva.

Danielle diz que o grande diferencial há ser a informatização, algo fundamental para que o paciente tenha melhor comunicação para aguardar a vez de ser atendido. Para isso, a pessoa fará sua ficha e acompanhará no painel eletrônico informações sobre a chamada, como número da vez e para qual sala ele deve se dirigir. “Antes a gente tinha que sair chamando em tom alto, era ruim para todos. Só que o painel vem para modernizar o serviço”, pontua.

Perguntada sobre o horário de atendimento, a diretora da policlínica informou que seguirá sendo a mesma coisa, isto é, das 7h às 17h, sem fechamento para almoço. E, em caso de consulta médica, o interessado precisar procurar sua unidade de saúde ou a sala de marcação para agendar.

Atualmente, a Policlínica João Joaquim de Medeiros conta com as seguintes especialidades médicas: dermatologia, cardiologia, endocrinologia, neurologia, ginecologia, nutrição, ortopedia, mastologia, fonoaudiologia, psicologia, pediatria, endoscopia, ultrassonografia e teste do pezinho.

Assessoria

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS

Rolar para o topo