Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Exame papiloscópico confirma que corpo encontrado em Bananeiras é de Tiago Fontes, diz polícia

A identidade do corpo foi obtida por meio de exame papiloscópico realizado pelo Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba. 

Publicado: 13/11/2023

Foto: Reprodução

O corpo encontrado em uma área de matagal na Zona Rural do município de Bananeiras, Brejo do estado, é de Tiago Fontes, principal suspeito no caso Ana Sophia. A identidade do corpo foi obtida por meio de exame papiloscópico realizado pelo Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba. 

De acordo com fontes ligadas à Polícia Civil, 13 itens de identificação foram encontrados no exame papiloscópico. Desde o encontro do cadáver, na última semana, havia a expectativa quanto ao resultado dos exames da perícia. Tiago Fontes, estava sendo procurado desde setembro pela polícia. 

Amanhã (14), às 10h, deverá ocorrer uma coletiva de imprensa sobre o caso. De acordo com a Polícia, delegados do caso e peritos farão um apanhado geral e vão dar detalhes das informações mais recentes.

Relembre o caso Ana Sophia

Em 04 de julho de 2023 Ana Sophia, de oito anos de idade, saiu de casa para brincar com uma amiga no próprio distrito onde residia, Roma, município de Bananeneiras, Brejo do estado. Acostumados com a rotina, os familiares não se preocuparam com a saída dela. Porém, com o passar das horas, o fato da menina não retornar chamou a atenção dos familiares que foram buscá-la, mas não a encontraram.

Percebendo que a garota havia desaparecido, os pais procuraram a polícia que imediatamente iniciou as buscas. Durante os dias seguintes, sem obter pistas do sumiço da criança, uma força-tarefa foi montada envolvendo Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal, além de populares que se engajaram nas buscas.

Ao menos cinco municípios da região foram vasculhados na tentativa de reencontrar Ana Sophia. Nenhuma busca obteve êxito.

Em setembro, após analisar várias imagens de câmeras do circuito de segurança de comércios locais, fazer perícias e juntar provas, a polícia passou a considerar Tiago Fontes como principal suspeito do crime. Entretanto, ele já havia desaparecido. Um pedido de prisão foi decretado contra ele, que continua sumido.

Com ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS