Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

EXCLUSIVO: empresário acusado de encomendar morte de tratoristas em Cubati consegue habeas corpus

A decisão partiu do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

Publicado: 13/06/2023

FOTO: REPRODUÇÃO

Edson do Tomate, empresário tido como o maior plantador de tomate da Paraíba e considerado o principal suspeito da morte de dois tratoristas, funcionários da Prefeitura de Cubati, na Paraíba, no dia 18 de abril, conseguiu um habeas corpus, na manhã desta terça-feira (13). A decisão partiu do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

O Órgão Julgador foi o Desembargador Frederico Martinho da Nóbrega Coutinho. O documento de soltura foi julgado e expedido pelo substituto Carlos Antônio Sarmento, na tarde desta terça-feira (13).

Ainda segundo as informações obtidas por nossa reportagem, o habeas corpus foi em favor de Edson e de seu irmão, Israel dos Santos Dantas, acusado de participação no crime. Os alvarás de soltura dos acusados foram expedidos, mas o inquérito policial ainda deverá ser concluído, uma vez que o habeas corpus expedido acatou aos requisitos de prisão temporária.

No início de maio, Edson e mais quatro pessoas foram presos durante a Operação Justiça Sangrenta desencadeada pela Polícia Civil. Também foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão. Duas armas de fogo foram apreendidas.

O empresário foi preso em Soledade, município onde mora. Os executores do assassinato seriam dois pistoleiros da cidade de Taperoá, que também estão presos.

A Sustentação Oral foi feita pelo Advogado Sheyner Asfora, Presidente Nacional da ABRACRIM, que participou da sessão de julgamento de forma virtual, já que se encontra em Brasília no Encontro Brasileiro da Advocacia Criminal (EBAC), considerado o maior evento do Brasil desta área do direito.

Redação

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS