Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Funcionário tem cabeça decepada em ataque dentro de hospital de Fortaleza; crime teria sido motivado por ciúmes, diz secretário

Um outro funcionário foi baleado e levado ao centro cirúrgico. O suspeito fugiu após o crime. Ele tinha ciúmes da companheira com o homem assassinado, o que motivou o crime.

Publicado: 24/04/2024

Francisco Mizael Souza da Silva, funcionário baleado e decapitado em hospital de Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Um funcionário foi morto a tiro e teve a cabeça decapitada dentro das dependências do Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, na manhã desta terça-feira (23). O corpo da vítima, que trabalhava no setor de alimentação do hospital, ficou caído no refeitório da unidade. Outra pessoa também ficou ferida. O suspeito fugiu após o crime, mas foi preso na tarde desta terça.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do Ceará, Samuel Elânio, a companheira do suspeito trabalha no hospital e o crime teria sido motivado por ciúmes“Ele já vinha apresentando atitudes de uma pessoa ciumenta e já teria dado indícios de que poderia praticar algo semelhante a isso”, explicou.

Imagens que circulam em grupos mostram a vítima uniformizada, caída no refeitório, com a cabeça ao lado. Também é possível ver uma faca próximo ao corpo.

Conforme o secretário, o suspeito do crime é ex-funcionário do hospital e foi demitido há mais de um anoEle teria conseguido acesso à unidade de saúde por meio do reconhecimento facial, que ainda estava ativo.

O IJF é uma das principais unidades de saúde de Fortaleza, referência no atendimento às vítimas de traumas de alta complexidade, lesões vasculares graves e queimaduras. O hospital é gerido pela Prefeitura municipal.

Conforme testemunhas que estavam no hospital, foram ouvidos vários disparos e houve correria dentro da unidade. Além do funcionário morto, outra pessoa foi baleada e levada ao centro cirúrgico. Após o crime, o suspeito fugiu. A polícia conseguiu encontrar o homem na tarde do mesmo dia em Aquiraz, município vizinho a Fortaleza.

A Direção do hospital informou que dois prestadores de serviços do setor de alimentação foram vítimas de agressão na área de recebimento de cargas do hospital. Um dos homens foi a óbito no local e o outro foi socorrido pelas equipes da Emergência.

“As famílias das vítimas estão sendo acolhidas e a situação está sendo acompanhada pelos órgãos de segurança, que está recebendo todo o apoio para as investigações.Reforçamos que todos os atendimentos aos pacientes seguem sendo realizados sem interrupção”, disse a Direção do IJF.

Em nota, o prefeito José Sarto lamentou o caso e criticou a atuação do governo do Ceará na segurança pública.

“É inaceitável a violência em Fortaleza continuar do jeito que está. Hoje mais uma vez vivemos momentos de horror. Dois assassinatos brutais. A paralisia do Governo de Estado no combate às facções não parece ser apenas incompetência, mas também cumplicidade. Acionei as Secretarias de Segurança Cidadã, Educação, Saúde e Direitos Humanos para dar todo o suporte aos familiares das vítimas e aos nossos trabalhadores, a quem dedico toda minha solidariedade. Não permitirei que o acesso aos nossos serviços públicos sejam prejudicados pela insegurança”, afirmou Sarto.

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS