Gervásio Maia avalia que indulto de Bolsonaro a Daniel Silveira é desvio de finalidade e “afronta à democracia”

PSB está discutindo possibilidades de contornar o perdão presidencial ao deputado bolsonarista, condenado por ameaçar o estado democrático de direito.

Publicado: 22/04/2022

FOTO: REPRODUÇÃO

O deputado federal Gervásio Maia (PSB) classificou o indulto dado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado Daniel Silveira (PTB) como uma afronta à democracia e afirmou que a medida tem desvio de finalidade.

O parlamentar paraibano considerou muito grave o ato do chefe do Executivo de perdoar Silveira, após o bolsonarista ter sido condenado a oito anos e nove meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de ameaça ao estado democrático de direito e de coação no curso do processo.

Em contato com o ClickPB, Gervásio confirmou nesta sexta-feira (22) que o PSB analisa o que pode fazer legalmente para contornar a situação. A decisão será definida ainda nesta manhã.

“É uma afronta à democracia, um desvio de finalidade. O indulto não serve para isso, não deve servir para esse tipo de situação. Mais uma vez, ele ataca as instituições democráticas. Ele não só confronta o STF, ele confronta a própria democracia”, disse.

“Não haverá democracia sem uma justiça. Sem STF, não existe Constituição, não existe justiça. Até o final da manhã a gente vai ter uma avaliação do que se pode pensar em fazer. Estamos conversando com os juristas do partido para a gente analisar isso”, finalizou Gervásio.

Por Rafael Andrade

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS