Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Justiça condena a 23 anos de prisão homem que matou ex-namorada com tiro na cabeça

Justiça não acatou a tese defendida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), que foi de feminicídio.

Publicado: 03/05/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

A Justiça da Paraíba condenou, nessa quinta-feira (2), Arthur Lima Aires a 23 anos de prisão. A condenação foi decidida em júri popular. Arthur é réu por assassinar a ex-namorada, Viviane Alves Farias, em crime que aconteceu em outubro de 2020.

Viviane era estudante de enfermagem e foi assassinada com um tiro na cabeça. No julgamento, Arthur foi condenado por homicídio doloso.

No entanto, o júri popular não acatou a tese defendida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), que foi de feminicídio.

Entenda o caso julgado pela Justiça

Arthur e Viviane mantiveram um relacionamento amoroso. No entanto, com o fim do namora, Viviane iniciou outro relacionamento, fato que não foi aceito por Arthur Aires.

O crime foi cometido quando Viviane estava dentro de um carro com o novo namorado e amigas dela. Arthur chegou ao veículo armado, discutiu com o então namorado de Viviane e, quando ela se aproximou, foi ferida com um tiro na cabeça. Arthur foi preso no dia do crime.

Com ClickPB

 

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS