Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Mãe que matou filho deficiente afogado em cisterna será julgada em Campina Grande

Mãe que jogou o filho na cisterna será julgada no 1º Tribunal do Júri da Comarca de Campina Grande.

Publicado: 04/06/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Uma mãe que matou afogado em uma cisterna o filho que tinha deficiência intelectual vai ser julgada no dia 11 deste mês. O julgamento vai acontecer no 1º Tribunal do Júri da Comarca de Campina Grande e será presidido pelo juiz Fabrício Meira Macedo.

O crime aconteceu por volta das 6h30 do dia 4 de setembro de 2016, em Massaranduba. Na ocasião, Ivonete Pereira da Silva pegou nos braços o filho, de 21 anos, e o jogou dentro de uma cisterna.

Ivonete Pereira, mãe do jovem morto, foi denunciada por homicídio. Ela também foi denunciada pelos seguintes agravantes do assassinato: com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa resultar perigo comum; e à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido.

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS