Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Ministério Público notifica a Uber após motorista ser denunciado por intolerância religiosa

Procedimento foi instaurado após uma denuncia de intolerância religiosa praticada por um motorista da Uber contra uma líder da religião do candomblé.

Publicado: 27/03/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) notificou a empresa Uber do Brasil Tecnologia para que preste esclarecimentos relacionados à prática de racismo religioso por motoristas que usam o aplicativo da empresa para prestar o serviço de transporte em João Pessoa.

O procedimento foi instaurado após uma denuncia de intolerância religiosa praticada por um motorista da Uber contra uma líder da religião de matriz africana candomblé. O caso aconteceu na última segunda-feira (25), quando motorista acionado enviou uma mensagem à usuária do serviço com conteúdo racista religioso e cancelou a corrida.

Segundo Fabiana Maria Lobo da Silva, que atua na área de defesa da cidadania na capital, a prática racista religiosa vai ser apurada em duas esferas, na criminal, já que a religiosa prestou boletim de ocorrência na delegacia, e também na esfera cível, por meio do procedimento aberto pela Promotoria.

A representante do MPPB ratificou que, além de contribuir para a apuração desse caso específico, também quer saber o que a empresa tem feito para coibir essa prática.

Portal Correio

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS