Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Ministro da Saúde visita Campina Grande e reforça importância da vacina contra poliomielite

Marcelo Queiroga visitou duas UBSs e vacinou quatro crianças. Ele também comentou sobre o caso descartado de poliomielite no Pará.

Publicado: 08/10/2022

Foto: Artur Lira/TV Paraíba

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, visitou unidades de saúde de Campina Grande neste sábado (8), durante a campanha de vacinação contra poliomielite e multivacinação. Queiroga esteve em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Complexo Aluísio Campos e durante visita ressaltou a importância da vacinação para impedir a volta da poliomielite no Brasil.

A visita teve início por volta das 9h. Queiroga estava acompanhado do prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) e do secretário de saúde Gilney Porto, e chegou a vacinar duas crianças em cada UBS visitada.

“A campanha é o período em que fazemos o chamamento mais intenso, mas as vacinas estão disponíveis o ano inteiro, todos os dias, para que os pais exerçam o que é um direito de seus filhos, buscar as vacinas nas salas de imunização. Nós não queremos que nossas crianças sofram com doenças tão antigas, que já foram erradicadas, sobretudo quando sabemos a forma adequada de prevenção”, disse Queiroga em entrevista à TV Paraíba.

Durante a visita, Queiroga também comentou sobre um caso suspeito de poliomielite em uma criança de 3 anos na cidade de Santo Antônio do Tauá, no nordeste do Pará. Na sexta-feira (7), o Ministério da Saúde emitiu uma nota descartando o diagnóstico e informando que a criança tem “paralisia flácida aguda”, um tipo de paralisia que é atribuído ao uso da vacina poliomielite oral (VOP), sem que antes tenha sido aplicada a vacina inativada poliomielite (VIP).

“Este caso já foi descartado, mas isso não quer dizer que devamos baixar a nossa guarda. Pode surgir um outro caso suspeito ou até mesmo um caso confirmado hoje, amanhã, depois. E nós só temos uma arma contra essa ameaça, contra este fantasma, é a vacinação”, completou o ministro.

A campanha de vacinação contra a poliomielite e multivacinação tem como objetivo mobilizar pais e responsáveis para a vacinação de crianças entre um e menores de cinco anos contra a pólio, e a atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos.

O último caso de poliomielite pelo Poliovírus Selvagem (PVS) registrado no Brasil foi justamente na Paraíba, em 1989, na cidade de Sousa. Em todo o mundo, o PVS sorotipo 2 foi declarado erradicado em 2015.

Por g1 PB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS