Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Ministro firma pacto com governadores da PB, PE, RN e CE para continuar obras da Transposição do Rio São Francisco

Waldez Góes esteve em João Pessoa junto ao ministro-chefe da Casa Civil e dos governadores da Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

Publicado: 04/08/2023

Foto: ascom

Um acordo interfederativo para garantir a operação sustentável do projeto de Integração do Rio São Francisco foi assinado nesta sexta-feira (4) pelo ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, e pelos governadores da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. A assinatura aconteceu na sede do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) de João Pessoa, no bairro de Mangabeira, que foi inaugurada também nesta sexta-feira.

A comitiva que participou da inauguração do CICC e da assinatura do pacto foi composta pelo ministro Waldez Góes, além do ministro-chefe da Casa Civil Rui Costa, e dos governadores Elmano de Freitas (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Raquel Lyra (Pernambuco) e Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte).

“Com esse documento, o governo federal firma o compromisso integral de realizar a manutenção da obra principal da Transposição, em todos os seus eixos, e cada estado também se compromete a cuidar de toda a parte de infraestrutura relativa a cada estado, com as obras complementares de acesso já existentes. A ideia é que todas as ações sejam coordenadas e realizadas de forma integrada, para a melhor sustentabilidade e governança de todo o projeto”, disse Waldez.

Na ocasião, o ministro explicou ainda que o governo federal deve lançar, no próximo dia 11, um novo Programa de Aceleração do Crescimento, com investimentos na ordem de bilhões de reais, que vão ser destinados à revitalização das bacias, duplicidade do bombeamento dos eixos Norte e Leste, e possibilidade de expansão da rede, que atualmente é dedicada ao consumo humano, para destinação das águas a projetos de agricultura familiar nos estados envolvidos.

“Firmamos o compromisso de que não vão faltar recursos para os investimentos nas agendas relativas à Transposição. Ninguém vai ficar sem água por causa de uma manutenção que precisa ser feita ou porque uma verba não foi destinada para uma obra específica. Por isso que estas reuniões serão constantes, uma vez que vamos manter a sociedade política, empreendedora, consumidora, e a imprensa, sempre informada de cada passo dado neste projeto”, completou.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco é a maior obra de infraestrutura hídrica do País. Com 477 quilômetros de extensão em dois eixos (Leste e Norte), o empreendimento visa garantir a segurança hídrica de cerca de 12 milhões de pessoas em quase 400 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, onde a estiagem é frequente.

Por g1 PB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS

Rolar para o topo