ABSURDO: prefeito de Aroeiras/PB cria 200 cargos comissionados com a ajuda da base governista na Câmara

O texto da lei dispõe sobre a criação de 200 cargos comissionados de assessores das secretarias municipais de Aroeiras

8 de abril de 2021   

Prefeito na tribuna da Câmara. Foto: reprodução

O prefeito de Aroeiras, distante 146 km da capital João Pessoa, Domingos Marques Barbosa Filho (PSDB) criou polêmica ao encaminhar a Câmara dos Vereadores e conseguir aprovar hoje (8) o projeto de lei (PL) Nº 152/2021 com pedido de abertura de 200 vagas para comissionados. A atitude do gestor surge em plena pandemia e tem sido criticada pela oposição que entende que a manobra serviu como cabide de emprego para seus aliados.

O prefeito conta com o apoio de sete vereadores na Câmara e não sentiu dificuldades para aprovar o projeto que divide opiniões na cidade.  

O texto da lei dispõe sobre a criação de 200 cargos comissionados de assessores das secretarias municipais de Aroeiras. “Ficam criados, na estrutura organizacional do quadro de comissão da Prefeitura Municipal de Aroeiras, de livre nomeação e exoneração, 200 cargos”.

Tenha acesso ao projeto clicando AQUI!

A lei cria cinquenta cargos de assessor especial, cinquenta cargos de assessor técnico e cem cargos de assessor de apoio. Salários variam de R$ 1.100 para assessor de apoio e até R$ 2.000 para assessor especial.

O líder da oposição na Câmara, o vereador Didiu (Solidariedade) manifestou indignação pela atitude do executivo. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o parlamentar disse que a bancada de oposição protestou saindo da sessão. “Cria aos cofres públicos uma taxa de R$ 3 milhões de reais por ano. Pedimos para que esse projeto fosse analisado pelas comissões e nós pedimos vista para que melhor fosse apreciado, que não foi acatado”, relatou o líder.

O vereador ainda sugeriu que ao invés da gestão criar cargos comissionados destinasse recursos para a criação do auxilio emergencial municipal: “para que ajudasse o pai, a mãe de família e o pequeno comerciante, entre outros”, desabafou.

VEJA O VÍDEO:

Nós não conseguimos contato com o prefeito e o portal se coloca a disposição pelo telefone 83 98762-7566.

Leia mais:

Redação