Ex-goleiro do Flamengo, Bruno tenta assistir jogo na Gávea, mas é barrado

Ele tentou entrar no local para assistir a um jogo de futebol feminino, mas, como estava sem máscara, o acesso não foi permitido pelos seguranças.

28 de maio de 2021   

Ex-goleiro do Flamengo e condenado a 20 anos de prisão pela morte da modelo Eliza Samudio, Bruno esteve nesta quinta-feira na Gávea, sede oficial do clube rubro-negro. Segundo relatos de pessoas, ele tentou entrar no local para assistir a um jogo de futebol feminino, mas, como estava sem máscara, o acesso não foi permitido pelos seguranças.

Bruno foi reconhecido por crianças que estavam no local no momento que pediram para tirar foto com o ex-goleiro do Flamengo. A ida à Gávea não foi um convite feito por dirigentes do clube, que tampouco sabiam do episódio, pois tomaram conhecimento após a publicação do jornalista Venê Casagrande, do Jornal O Dia.

O confronto entre Flamengo e Vélez, nesta quinta-feira, marca não apenas o fim da fase de grupos da Libertadores da América 2021. Se dentro do Maracanã o líder do Grupo G e o vice-líder se enfrentam para definir o primeiro colocado, fora de campo, o confronto entre os brasileiros e argentinos ficou marcado por uma briga em 1995, na Supercopa da Libertadores.

O LANCE! conversou com Washington Rodrigues, o Apolinho, que é jornalista e foi treinador do clube naquela temporada. O ex-comandante de Romário, Sávio e Edmundo conta que a vitória por 3 a 2 agitou os ânimos dos jogadores estrangeiros em um jogo inicial. O alvoroço aconteceu no jogo de volta.

“O Flamengo jogou oito partidas e perdeu sete. Perdemos (o título) no saldo de gols. Contra o Vélez, que foi a minha estreia como técnico do Flamengo, nós perdíamos por 2 a 1 até os 42 minutos do segundo tempo, quando reagimos e viramos o jogo. Uma das maiores emoções da minha vida, quase morri do coração”, diz ele sobre o jogo de ida. Apolinho ainda recorda um pedido especial que fazia aos seus astros para caso o jogo terminasse em confusão.

“Eu sempre orientei os meus jogadores que quando briga um, tem que brigar todo mundo. Ganhamos (no jogo de volta) de 3 a 0 e ainda demos dez minutos de porrada neles”, ironiza. A confusão entre Edmundo e Flavio Zandoná no campo de jogo virou até homenagem em uma bandeira rubro-negra.

Flamengo, com 11 pontos, e Vélez Sarsfield, com 9 pontos, entram em campo às 21h, nesta quinta, no Maracanã. Ambas as equipes estão garantidas na fase de Oitvavas de final. LDU, com 5 pontos, e Unión La Calera, com apenas 2 pontos, jogam já sem chances de classificação.

De ODia.IG