Macrorregião de Campina Grande é a que apresenta menor ocorrência de casos da Covid-19, diz inquérito sorológico

A 2ª Macro engloba Campina e mais 69 municípios da região.

13 de janeiro de 2021   

Hospital Municipal Pedro I, referência no tratamento da Covid-19. (Foto: G1 Paraíba)

A Secretaria de Saúde da Paraíba divulgou o resultado do Inquérito Sorológico da Covid-19 realizado no estado. O estudo apontou que a macrorregião de saúde de Campina Grande foi a que apresentou a menor taxa de ocorrência de casos da doença.

De acordo com a investigação, a 1ª Macrorregião de Saúde, sem contabilizar a capital João Pessoa, tem a maior ocorrência de casos de Covid-19, com 15,2%. A grande João Pessoa, sozinha, aparece com 13,3%. A 3ª Macro, que envolve municípios do Sertão, apresenta 7,1%. E a menor ocorrência foi verificada na 2ª Macrorregião, que é referenciada por Campina Grande, com apenas 4,7%.

O levantamento foi realizado no final de 2020 e os pesquisadores começaram justamente pela cidade de Campina Grande. “Isso indica, claramente, que o nosso planejamento e a nossa tomada de decisões têm sido bastante acertadas até aqui, desde a estruturação hospitalar, descentralização da testagem, protocolo de medicação e medidas de flexibilização”, analisou o secretário de Saúde, Filipe Reul.

A 2ª Macro engloba Campina e mais 69 municípios da região. “É também uma evidência de que as nossas ações surtiram efeito não somente na nossa cidade, mas também em todos os outros municípios. Basta lembrar que muitos prefeitos reproduziram os protocolos e as decisões de Campina Grande, nas suas cidades, no enfrentamento à pandemia”, disse Reul.

Hospital Pedro I

O Complexo Hospitalar Municipal Pedro I, unidade montada para ser a referência no tratamento da Covid-19, tem atendido pacientes de Campina Grande e de todos esses outros municípios, e até de cidades que não fazem parte da 2ª Macro. “O Hospital Pedro I se tornou a grande referência estadual no tratamento do novo coronavírus pelos índices que temos alcançado de recuperação dos pacientes”, frisou Filipe.

Centros de Testagem

Além do hospital, também foi montada uma estrutura de testagem e atendimento precoce na Unidade de Pronto Atendimento do Alto Branco e em Unidades Básicas de Saúde espalhadas pela cidade. Esta semana, o prefeito Bruno Cunha Lima anunciou a ampliação do funcionamento dos três Centros de Testagem, com atendimento de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h, e aos sábados pela manhã.

Vacinação 

Campina Grande também foi a primeira cidade do Brasil a apresentar um protocolo de imunização para a Covid-19. “Apesar dos indicadores positivos, continuamos consolidando os serviços para que não tenhamos um novo aumento significativo no número de casos. Também estamos estruturando a rede de imunização com geladeiras, reforma das salas de vacina e a compra de insumos, para que possamos imunizar a população assim que a vacina chegar”, finalizou o secretário.

Redação com Ascom