Menino fica em estado grave após ser acorrentado e espancado pela mãe

Criança de sete anos era mantida em cárcere privado pela própria mãe, na zona rural do município de Boqueirão

11 de julho de 2019   

Criança foi levada para Hospital de Trauma de Campina Grande (Foto: Divulgação)

Um menino de sete anos deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande nessa quarta-feira (10) vítima de agressão doméstica. Ele estava sendo mantido em cárcere privado pela própria mãe, na zona rural do município de Boqueirão, conforme o Conselho Tutelar informou à TV Correio. A criança foi encontrada acorrentada e teria sido espancada com fios elétricos e cordas.

As agressões ao menino teriam sido descobertas por funcionários da escola onde ele estuda, que estranharam sua ausência nos últimos dias. Os profissionais acionaram o Conselho Tutelar e foram até a casa da criança, momento em que foram confirmados os maus-tratos.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, o estado de saúde do menino é considerado grave. Porém, o Hospital de Emergência e Trauma ainda não divulgou detalhes do quadro clínico da criança.

A Polícia Civil foi acionada na manhã desta quinta-feira (11) e disse que vai apurar a situação. Até a publicação desta matéria, não haviam ocorrido prisões.

PortalCorreio