Polícia prende em Campina Grande homem suspeito de matar amigo com várias pauladas

O crime foi registrado no dia 13 de outubro deste ano no bairro do Pedregal, na zona oeste da cidade.

2 de novembro de 2018   

A maioria das pauladas atingiram a cabeça da vítima causando um traumatismo crânio-encefálico. (Foto: Ilustrativa)

Policiais da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa – DCCP (Homicídios) de Campina Grande cumpriram, na manhã desta quinta feira (1), um mandado de prisão temporária expedido pelo 2º Tribunal do Júri local contra Ivanildo Pereira da Silva, 38 anos. Ele é suspeito de praticar o crime de homicídio contra Antônio Carneiro Vanderley Filho, 34 anos. O crime foi registrado no dia 13 de outubro deste ano no bairro do Pedregal, na zona oeste da cidade.

Os levantamentos realizados no decorrer das investigações mostram que, horas antes do crime, Ivanildo e Antônio foram vistos bebendo em um bar no bairro da Bela Vista. Os dois teriam discutido, trocado socos e Antônio chegou a ser atingido com uma garrafada na cabeça, ficando desacordado por alguns minutos. Mas, logo em seguida, Ivanildo, apontado como responsável por começar a briga, pediu desculpas ao amigo e chamou ele para ir beber em outro lugar. Sem desconfiar de nada, Antônio foi e quando chegou a um terreno baldio no Pedregal ele foi assassinado com várias pauladas. A maioria atingiu a cabeça da vítima causando um traumatismo crânio-encefálico.

Pessoas que passaram pelo local ouviram os gemidos de Antônio e ligaram para o Samu. Ele foi levado para o Hospital de Emergência a Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, de Campina Grande, mas morreu na manhã do domingo (28) em decorrência das graves lesões que sofreu. A polícia descobriu o paradeiro de Ivanildo quando realizava um levantamento de rotina no Hospital de Emergência e Trauma. Ele está internado na área amarela da unidade de saúde. Ivanildo agora está sob custódia e assim que receber alta hospitalar será encaminhado para a Central de Polícia no Catolé.

“Ivanildo deu entrada no Hospital alegando ter sido vítima de um acidente, mas possivelmente as lesões que ele apresenta estão relacionadas ao crime de homicídio que ele praticou. O investigado já foi identificado como sendo a pessoa que estava com a vítima bebendo e que saiu com Antônio do bar. Ele já respondeu por crimes contra o patrimônio e ficou recolhido no Presídio do Monte Santo. Logo que for liberado pelos médicos, Ivanildo será ouvido e encaminhado para a audiência de custódia”, disse o delegado Francisco de Assis.

 

ClickPB