Presidente da Associação de Motoristas descarta greve de Uber na Paraíba

Os protestos denunciam a onda de violência que atinge a categoria

14 de janeiro de 2019   

Os motoristas de Uber na Paraíba não participarão de paralisações, que serão realizadas em todo o país, no próximo dia 20 de janeiro. Os protestos estão sendo articulados via grupos de WhatsApp e denunciam a onda de violência que atinge a categoria. A orientação é não aceitar qualquer corrida durante 24 horas.

Segundo o presidente da Associação dos Motoristas de Transporte Privado da PB, Paulo Queiroz, a categoria ainda não fechou nenhum ato formal de manifestações, “nada impede que por meio de grupos e de forma informal os motoristas busquem se mobilizar de alguma forma, mas de forma oficial não se tem previsão para um ato a nível estadual”, explicou.

Os motoristas de todo o país estão pressionando a gestão dos aplicativos para que adotem medidas de segurança mais efetivas, como obter um cadastro mais rigoroso dos passageiros e mostrar o endereço de destino.

ClickPB