Projeto de Memel que dispõe sobre obrigatoriedade de intérprete de Libras em eventos oficiais é aprovado na Câmara de Pocinhos

Segundo o vereador líder da oposição, Ramatis Chaves, é de suma importância ter um profissional da linguagem de sinais para que todas as pessoas sejam incluídas e tenham acesso à comunicação

6 de abril de 2021   

O projeto de autoria do vereador Ramatis Chaves institui a obrigatoriedade da inserção de intérprete da língua brasileira de sinais (Libras) em todos os eventos oficiais do município foi aprovado pela Câmara Municipal de Pocinhos na sessão desta segunda-feira (5). De acordo com a propositura, será necessária a presença de ao menos um interprete de sinais em eventos acadêmicos, escolares, religiosos, simpósios e eventos similares.

O autor do projeto descreve no projeto que além da Prefeitura, a Câmara de Pocinhos também deverá nas transmissões e eventos oficiais, sessões ordinárias, extraordinárias ou qualquer evento que seja transmitido por live, redes sociais ou televisão, haja um interprete de Libras.

Segundo o vereador líder da oposição, Ramatis Chaves, é de suma importância ter um profissional da linguagem de sinais para que todas as pessoas sejam incluídas e tenham acesso à comunicação. “Acho justo termos em nossos eventos oficiais, interpretes de Libras para inserir em nossa comunicação as pessoas surdas, visto que hoje em dia, a maioria dos eventos são transmitidos pela internet”.

Assessoria Câmara

Leia mais: