REFERÊNCIA NACIONAL: Remígio comemora sucesso do projeto “Coaching na Escola”

O projeto “Coaching na Escola” busca proteger as crianças de traumas da infância, promovendo a inteligência emocional e alcançando resultados satisfatórios na aprendizagem, em escolas com índices elevados de vulnerabilidade social.  

29 de novembro de 2018   

Na tarde dessa quinta-feira, dia 29, foi realizado um evento para comemorar os resultados obtidos ao longo de 2018

O município de Remígio, no brejo, teve a coragem de implantar um projeto pioneiro no Brasil em duas escolas municipais. O projeto “Coaching na Escola” busca proteger as crianças de traumas da infância, promovendo a inteligência emocional e alcançando resultados satisfatórios na aprendizagem, em escolas com índices elevados de vulnerabilidade social.

Na tarde dessa quinta-feira, dia 29, foi realizado o encerramento das atividades desenvolvidas desde maio. A solenidade aconteceu no Centro Paroquial João XXIII e contou com as presenças de idealizadores, alunos e professores. O momento reuniu o prefeito André Alves; o idealizador do projeto Melchior Batista; o secretário de educação municipal Alexandre Rufino e as diretoras das escolas beneficiadas Edvone Soares (Escola Júlia Vitório) e Maria José (Escola Manoel Joca).

Em Remígio, o “Coaching na Escola” é desenvolvido sob a liderança do Coach Integral Sistêmico, Professor e Jornalista Rodrigo Apolinário que vem propagando o coaching como instrumento de desenvolvimento humano, também a partir da escola. Apolinário traz no currículo experiências como professor das Universidades Federal de Campina Grande (UFCG) e Estadual da Paraíba (UEPB).

Em Remígio, o “Coaching na Escola” é desenvolvido sob a liderança do Coach Integral Sistêmico, Professor e Jornalista Rodrigo Apolinário

Rodrigo explicou que o projeto foi ideia do então prefeito Melchior Batista, O Chió. “Ele abriu uma licitação para que uma empresa de Coaching pudesse atuar aqui na cidade. A minha empresa ganhou a licitação e, nós, tivemos a oportunidade de trabalhar parte do contrato (50%) voltado à educação. Desenvolvemos atividades voltadas ao Coaching educacional e os resultados foram satisfatórios”, comemora.

Rodrigo comemorou os resultados em duas escolas municipais com alto índice de vulnerabilidade social. “Essas escolas apresentavam índices elevados de violência e instabilidade dos alunos. Foram às escolas Júlia Vitório, na zona urbana, e a escola Manoel Joca, na zona rural”, frisou o profissional.

ETAPAS DO PROJETO:

A primeira etapa visou beneficiar os colaboradores das escolas. “Nós fizemos sessão de Coaching, incentivando esses profissionais a avaliarem suas próprias inteligências emocionais e, ao mesmo tempo, provocando para que eles pudessem pensar em metas de desenvolvimento pessoal e profissional”, explica Rodrigo.

Segunda etapa, em meados de agosto, foram ofertadas oficinas temáticas, com os colaboradores das escolas. “A intenção foi que eles pudessem aplicar alguns exercícios nas escolas. A gente tinha professores, merendeiras, auxiliares de serviços gerais e etc. Com eles e elas, a gente trabalhou abraço, elogio, responsabilidade, afeto, perdão e felicidade. Temáticas essas que, esses colaboradores visavam colocar em práticas com os alunos”.

Terceira etapa foi o momento com os pais. “Nós reunimos os pais durante cinco encontros. Nós trabalhamos a importância de agradecer; relação com os filhos e afeto na prática. E, também, a relação dos pais com a própria escola”.

Resultados:

– Aumento da paz

– Aumento da afetividade

– Diminuição da violência

– Aumento da aprendizagem

O que achou o prefeito?

André Alves, prefeito de Remígio

André Alves disse que, através do projeto, houve uma melhoria de aprendizagem. “Comparamos, através de avaliação pedagógica, que houve uma melhoria na aprendizagem dos alunos e, além disso, a certeza de uma boa relação dos alunos com a gestão escolar.

Continuação?

André garantiu que, diante dos bons resultados, irá continuar ofertando o projeto “Coaching na Escola” em 2019. Ele ainda disse que é importante ampliar e beneficiar novas escolas municipais.

O que disse o idealizador?

Chió foi o idealizador do projeto

Chió pontuou a experiência como inovadora. “Quero que outras prefeituras, inclusive o próprio governo estadual, possam implantar. “Coaching na Escola” mudou a vida de muitas crianças e de pais em Remígio”.

 

Redação