Servidores denunciam demissão em massa no HU de Campina Grande

A denúncia é da associação dos servidores, que prevê o desligamento de 170 prestadores de serviço

6 de dezembro de 2018   

Os servidores prestadores de serviço do Hospital Universitário Alcides carneiro, em Campina Grande, denunciaram, nesta quinta-feira (06), demissão em massa na unidade hospitalar. Os contratados serão desligados até o final do mês.

A denúncia é da associação dos servidores, que prevê o desligamento de 170 prestadores de serviço, segundo o presidente da Associação dos Prestadores de Serviço Autônomos do Hospital Universitário Alcides Carneiro, Alexandro Carvalho.

O diretor do HU, Homero Gustavo Correia Rodrigues, explicou que houve uma ação civil pública impetrada pelo Ministério Público Federal, em 2009, a qual permitiu, após decisão judicial, a contratação temporária de prestadores de serviço por seis meses. Na época, houve a contratação de 270 servidores temporários. Desde a decisão já se passaram nove anos.

Contudo, como foi realizado concurso público pela Ebserh recentemente, os aprovados estão sendo convocados e os temporários terão que ser desligados.

Segundo o diretor, estão na lista dos funcionários que serão desligados 20 enfermeiros, 20 técnicos de enfermagem, três técnicos de radiologia, dois nutricionistas e duas assistentes sociais.

ClickPB