Tovar comemora inclusão do Ramal do Piancó no Orçamento do próximo ano: “renasce a esperança de termos água o ano todo”

Publicado: 22/12/2021

Deputado Estadual Tovar / Foto: Assessoria
O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) comemorou nesta terça-feira (21) a inclusão no relatório final da Lei Orçamentária Anual (2022), apresentado pelo deputado Hugo Leal (PSD/RJ) ao Congresso Nacional, recursos para as obras do Ramal do Piancó, adutora destinada a captar água no Trecho II do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, no Distrito de Umburanas, em Mauriti (CE), pelo Rio Piancó até o Açude Condado, na Paraíba. Essa é uma das lutas mais antigas do deputado, que esteve em Brasília diversas vezes, com ministros e parlamentares federais, buscando uma solução para o problema.

“Pelo tempo em que essa obra foi anunciada, já deveria estar em fase final de execução. Com o seu atraso, a população da região do Vale do Piancó continua enfrentando os impactos causados pela escassez de água. Por isso, apresentamos diversas reivindicações que foram feitas ao Ministério do Desenvolvimento Regional e também à nossa bancada federal. Essa notícia que a obra foi incluída no relatório final do Orçamento do próximo ano faz renascer a esperança do abastecimento perene, o ano todo, na região de Piancó”, destacou Tovar.

As águas do Ramal seguirão até o sistema de barragens Coremas-Mãe D’Água situado no município de Coremas. Inicialmente o projeto seria excluído do orçamento após uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU), mas uma intervenção da bancada federal paraibana conseguiu reverter a situação.

Entre os problemas iniciais da obra, o TCU destacava que o edital de licitação para contratação dos serviços de implantação das obras foi suspenso devido à pandemia causada pelo Covid-19, apesar de reaberto em agosto do ano passado. A contratação dos serviços de supervisão das obras também foi declarada nula, com determinação ao Dnocs para que adotasse as providências necessárias ao exato cumprimento da lei, no sentido de anular o ato convocatório, entre outros pontos.

Mais notícias:

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS