Vacinação de crianças contra a Covid: veja o que a Paraíba já decidiu sobre o tema

Governo da Paraíba informou que aguarda apenas o envio de doses pelo Ministério da Saúde para vacinar as mais de 386 mil crianças de 5 a 11 anos que vivem no estado, segundo estimativa do IBGE.

Publicado: 07/01/2022

Foto Ilustrativa

Após o Ministério da Saúde incluir, nesta quarta (5), crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, o governo da Paraíba informou que aguarda apenas o envio de doses pelo Ministério da Saúde para vacinar as mais de 386 mil crianças de 5 a 11 anos que vivem no estado, segundo estimativa do IBGE.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Paraíba já se prepara para a vacinação desse público. As mais de mil salas de vacinação estão organizadas para receber pais responsáveis e orientar sobre a imunização.

No entanto, o estado espera a distribuição das doses por parte do Ministério da Saúde para iniciar a entrega para as cidades paraibanas. Com isso, conforme o secretario executivo de saúde, Daniel Beltrammi, a previsão é iniciar a imunização de crianças contra a Covid-19 na segunda quinzena de janeiro.

A vacinação será realizada por faixa etária (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente e para crianças quilombolas e indígenas.

Em João Pessoa, a secretária de saúde Margareth Diniz informou que a estrutura está organizada para iniciar a imunização e que, a partir da distribuição das doses por meio da SES, a campanha de vacinação para criança será imediata.

Paraíba aprovou a vacinação contra Covid-19 para crianças com idade entre 5 e 11 anos no dia 29 de dezembro. A decisão foi aprovada por unanimidade na Reunião Extraordinária da Comissão Intergestora Bipartite (CIB), instância deliberativa do SUS, formada por gestores da Secretaria de Estado da Saúde e dos municípios (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde – Cosems), com composição paritária.

O novo público será contemplado após a chegada das doses da Pfizer específicas para esta faixa etária, fabricadas pela Comirnaty, que correspondem a 1/3 da dosagem tradicional da vacina.

A vacina será dada em duas doses e com 21 dias de intervalo – assim como nos adultos –, mas a dosagem, a composição e a concentração da vacina pediátrica são diferentes da dos adultos.

O frasco da vacina para crianças também terá uma cor diferente daquela aplicada em adultos, para ajudar os profissionais de saúde na hora de aplicar a vacina.

O secretário de estado da saúde, Geraldo Medeiros, informa que não será necessária a apresentação de atestado ou receita médica para as crianças. Serão exigidos apenas documentos oficiais com foto dos pais ou responsáveis e do menor. Lembrando que, como de costume, o critério de oferta destas doses será a ordem decrescente de faixa etária.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) orienta que os municípios disponibilizem uma sala ou dia exclusivo para oferecer a vacinação a este público, com o objetivo de evitar a aplicação incorreta dos imunizantes.

g1 Paraíba

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS