Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Paizinho Bronzeado defende pesquisa para escolher nomes de oposição em Esperança: “Não tenho vaidade”

O pré-candidato, que descartou uma aliança com o grupo do prefeito Nobinho Almeida (PP), disse que não irá fechar portas e por isso está aberto ao diálogo com os demais representantes da oposição.

Publicado: 22/04/2024

FOTO: SE LIGA PB

O pré-candidato a prefeito de Esperança, Paizinho Bronzeado, em entrevista ao Programa Se Liga PB, na manhã desta segunda-feira (22), defendeu a realização de uma pesquisa para escolher os nomes de oposição que irão disputar as eleições em Esperança.

“Estou pronto para votar e ser votado, não tenho vaidades”, disse.

De acordo com Paizinho, não tem vaidades e, apesar do distanciamento com o superintendente do DNIT/PB e ex-deputado Arnaldo Monteiro (MDB), não descarta a possiblidade de aliança se o nome de Monteiro for o escolhido pelos esperancenses para as eleições de outubro. O empresário, que saiu recentemente dos quadros do MDB e lançou pré-candidatura a prefeito pelo Republicanos, reforçou que tudo vai depender de diálogo, mediante o desejo da população.

“O MDB é aquela forma antiga de se fazer política, mas esperamos também que com o tempo venha a somar”, destacou.

O pré-candidato, que descartou uma aliança com o grupo do prefeito Nobinho Almeida (PP), disse que não irá fechar portas e por isso está aberto ao diálogo com os demais representantes da oposição que, a preço de hoje, está dividida na cidade.

“Eu não fecho a porta para ninguém, a não ser para a situação”, afirmou o empresário, defendendo a união da oposição e pontuando que uma pesquisa é necessária para conhecer o melhor nome para a disputa. “Vai quem estiver melhor, sem vaidades e pelo fortalecimento”, acrescentou.

Bronzeado revelou ainda que tem conversado com os demais representantes da oposição, inclusive com o PL e membros do PDT, no intuito de unir forças em torno do nome que estiver mais forte e mais competitivo na cidade.

“Não vejo motivo plausível para deixar de fazer um acordo desse. Um acordo que une a oposição e o pré-candidato que estiver melhor vai”, enfatizou.

Redação

 

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS