Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Pastor é investigado pela polícia após revelar ter beijado a filha na boca

Ele afirmou que beijou sua filha nos lábios quando ela era menor de idade.

Publicado: 06/05/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Um pastor é investigado pela polícia após revelar ter beijado a filha na boca A investigação está em andamento pela Polícia Civil sobre uma declaração feita pelo pastor Lucinho Barreto, de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Ele afirmou que beijou sua filha nos lábios quando ela era menor de idade.

A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente em Belo Horizonte está investigando o caso.

O comentário foi feito durante um culto que foi transmitido no YouTube em 18 de abril, porém ganhou destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (2).

“Nossa que mulherão, ai se eu te pego” teria declarado o pastor à filha.

Em um culto voltado apenas para homens, Lucinho Barreto, pastor da Igreja Batista da Lagoinha, revelou que beijou sua filha nos lábios, quando ela era criança.

“Quando eu encontrar seu namorado, eu vou falar assim: ‘Você é o segundo, eu já beijei’”.

O comentário do pastor provocou gargalhadas e aplausos da plateia.

Filha de pastor afirma que interpretaram errado suas palavras. Ela declara que “seu pai nunca fez nada com ela”, enfatizando que “sempre foi um exemplo de uma figura paterna maravilhosa” e descreve aqueles que enxergaram pedofilia nas situações como “mal-intencionados”.

Nesta sexta-feira (3), o pastor divulgou um vídeo pedindo desculpas àqueles que se sentiram ofendidos, porém, ele alega que suas palavras foram tiradas de contexto.

Estava falando para eles [homens presentes] da necessidade de levantar a autoestima dos filhos. […] O que quis dizer é que dei um beijo inocente, puro na minha filha, com intuito de levantar a autoestima dela. Não foi nada além disso, eu odeio tudo que tem a ver com pedofilia, abuso infantil. Acho que criança não namora.

Fonte: ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS