Patrulha Maria da Penha concorre ao Selo de Práticas Inovadoras do Fórum Brasileiro de Segurança Pública

A comandante da Patrulha Maria da Penha, Gabriela Jácome, disse que concorrer ao selo é um marco para a Polícia Militar, pois significa o resultado de um trabalho Integrado com olhar de gênero.  

Publicado: 27/04/2022

FOTO ILUSTRATIVA

Programa Integrado Patrulha Maria da Penha da Paraíba está concorrendo ao Selo Especial de Práticas Inovadoras do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Dentre os 44 projetos pré-selecionados desta edição do selo, o programa está entre as 8 experiências visitadas pela equipe de avaliação do FBSP, a única experiência do Nordeste. O foco desta edição serão as iniciativas, projetos ou práticas de enfrentamento da violência contra meninas e mulheres no contexto da pandemia de Covid-19.

A visita das técnicas da FBSP está acontecendo nas sedes do programa em João Pessoa e Campina Grande, desde essa segunda-feira. O objetivo é colher informações e comprovar a prática in loco com entrevistas das equipes multiprofissional, delegadas, juízes, defensores, policiais, coordenadoras do programa e mulheres assistidas pelo programa. A secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Lídia Moura, está acompanhando a fase de avaliação, que ocorreu nesta terça-feira (26), na sede em Campina Grande. Caso seja comprovado o êxito do programa, a experiência da Paraíba será premiada com o selo. A divulgação está prevista para julho.

Segundo Lídia Moura, um dos destaques da Paraíba avaliado foi a expansão do programa para Campina Grande durante a pandemia, atendendo mais 34 cidades, além das rotas de monitoramento 24 horas. “Um dos critérios é exatamente saber como a Paraíba atendeu e agiu de forma integrada durante a pandemia, para que sirva de inspiração para outros Estados”, disse a pesquisadora Jaqueline Brigagão e professora da USP.  

A comandante da Patrulha Maria da Penha, Gabriela Jácome, disse que concorrer ao selo é um marco para a Polícia Militar, pois significa o resultado de um trabalho Integrado com olhar de gênero.  

“O prêmio representa que estamos no caminho certo da proteção da vida das mulheres. A atuação em parceria com todos os órgãos é fundamental, além do trabalho com a equipe com fazer multidisciplinar”, complementa  a coordenadora estadual do Programa, Mônica Brandão.

O selo – O Selo FBSP é uma iniciativa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que tem como objetivo reconhecer práticas com potencial de transformação em cenários de vulnerabilidade à violência, sistematizando e disseminando o conhecimento produzido por e para profissionais envolvidos com o tema da segurança pública. Todas as iniciativas, sejam finalistas ou premiadas com o Selo FBSP, encontram-se documentadas na Casoteca, que consiste em um conjunto de publicações (livros físicos, e-books, vídeos, etc) que retratam as iniciativas de destaque em cada ano.

Secom PB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS