Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Perícia examina impressões digitais de corpo encontrado em Bananeiras e resultado pode sair em até três dias

Em última instância, caso a impressão digital não revela a identidade, será feito exame de DNA para a conclusão.​

Publicado: 10/11/2023

FOTO ILUSTRATIVA/REPRODUÇÃO

A perícia do Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC) irá examinar as impressões digitais do corpo encontrado em estado de decomposição, em Bananeiras, nessa quinta-feira (09). Em entrevista à rádio BandNews/João Pessoa, o perito Clébio Gomes, que irá verificar o corpo, informou que o resultado deve sair em até três dias.

As suspeitas é de que o corpo encontrado pode ser de Tiago Fontes apontado como principal suspeito do desaparecimento da menina Ana Sophia Gomes dos Santos, caso que ganhou repercussão nacional. Sophia, de 8 anos de idade, sumiu no dia 4 de julho no distrito de Roma, em Bananeiras.

Segundo Clébio Gomes, mesmo o corpo estando em estado de decomposição há sim grandes chances de descobrir a identidade da pessoa morta. “Pelas papilas digitais dá para identificar mesmo em estado de decomposição. Eu fiz um curso em Goiás, em 2017, só com cadáveres em condições especiais”, revelou o papiloscopista.

Clébio Gomes esclareceu que o exame das impressões digitais é o mais rápido para a identificação de corpos e o resultado pode sair em até três dias. “O método papiloscópico é mais rápido e mais prático. Se tiver condição posso estabelecer a identidade dele em no máximo três dias. Se tiver queimado pode complicar se de fato a queimadura for total, se for superficial retiro a epiderme e faço na derme”, explicou.

Em última instância, caso a impressão digital não revela a identidade, será feito exame de DNA para a conclusão.

Com ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS