Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Perito que matou entregador atropelado vai pagar indenização à família da vítima e não responderá ação penal

O perito deverá pagar dez parcelas equivalentes a dois salários mínimos, considerando o valor da época do acidente, o que corresponde a cerca de R$ 2.624.

Publicado: 30/04/2024

FOTO: REPRODUÇÃO

Um acordo de não persecução foi celebrado, nesta segunda-feira (29), entre o Ministério Público e o perito Robson Félix, acusado de matar atropelado o motoboy Orlando Pereira, no dia 17 de setembro de 2023.

O caso ocorreu quando a vítima trafegava pela avenida Esperança, no bairro de Manaíra. Orlando foi atingido pelo carro do perito que, além de estar em alta velocidade, seguia pela contramão.

Com a celebração do acordo, o processo foi arquivado e o perito não responderá a ação penal.

Conforme o acordo, Robson Félix deve realizar o pagamento de multa, além de cumprir medidas cautelares.

O perito deverá pagar dez parcelas equivalentes a dois salários mínimos, considerando o valor da época do acidente, o que corresponde a cerca de R$ 2.624.

A defesa do perito acredita que o processo poderá ser arquivado.

Relembre o caso

O acidente aconteceu no dia 16 de setembro de 2023, na Avenida Esperança, bairro de Manaíra, em João Pessoa, quando o motoboy estava em horário de trabalho.

Imagens de uma câmera do veículo do atropelador registraram a ocorrência. Mesmo estando na contramão e em alta velocidade, ele pagou uma fiança de R$ 13.120 mil e teve o benefício de responder o processo em liberdade.

O valor, porém, foi devolvido, já que o juiz da 2ª Vara Criminal considerou que o perito se apresentou de forma espontânea na delegacia no dia seguinte ao acidente.

Por Lucilene Meireles

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS