Pfizer recomenda que sinais vitais de crianças vacinadas indevidamente em Lucena sejam monitorados e indica portal para registro de eventos adversos

De acordo com a Pfizer, se houver alguma dúvida, sintoma ou qualquer quadro de potencial evento adverso a recomendação é procurar o profissional ou serviço médico de referência e seguir as condutas clínicas instituídas e orientadas por tais responsáveis.

Publicado: 19/01/2022

Foto: Reprodução

A Pfizer emitiu nesta terça-feira (18) um comunicado recomendando que as crianças de Lucena que foram vacinadas com doses destinadas para adultos tenham seus sinais vitais monitorados. A farmacêutica americana é, junto com a companhia alemã BioNTech, a desenvolvedora da vacina que foi aplicada ao público infantil no município, conhecida como ComiRNAty.

De acordo com a Pfizer, se houver alguma dúvida, sintoma ou qualquer quadro de potencial evento adverso a recomendação é procurar o profissional ou serviço médico de referência e seguir as condutas clínicas instituídas e orientadas por tais responsáveis.

A farmacêutica também ressalta que um portal para comunicação de informações relacionadas a relatos de eventos adversos especificamente da vacina ComiRNAty foi criado e pode ser acessado através deste link: https://www.pfizersafetyreport…

A empresa também alerta que os imunizantes para o público infantil são disponibilizados em frascos com tampa e rótulo na cor laranja, diferentemente dos que são para adolescentes e adultos que têm a cor roxa.

ClickPB

COMPARTILHE AGORA

OUTRAS NOTÍCIAS